Entendi que o mundo é das crianças, a gente só vive nele…

”Eu vivo sempre no mundo da lua, tenho alma de artista, sou um gênio sonhador e romântico.” (Trecho da música “Nosso lindo balão azul” – A Turma do Balão Mágico).



É interessante ver o mundo pelos olhos de uma criança. O olhar de uma criança tem a pureza de um diamante raro. Quando criança, eu ouvia essa canção e por muitas vezes me via num mundo diferente, cheio de cores, flores, poesia, músicas e doces, claro!

A percepção da criança é diferenciada, sem maldade, com uma compreensão diferente do mundo no qual vive.

Diferente dos adultos, na visão da criança, o mundo não é do mais esperto e sim do que sonha mais alto. Afinal as crianças têm seu próprio mundo, no qual elas fazem parte de tudo.

Ao procurarmos uma compreensão mais profunda e exata dos conceitos do mundo de uma criança, veremos sem dúvidas uma vida apresentada por um novo prisma. Independente da educação, da etnia ou do nível social da criança, porque em muitos casos, elas usam uma linguagem universal: a diversão.


A evolução humana no atual século tem limitado e muito o poder da criançada de viver o seu próprio mundo. De modo geral, muitas “atividades” são impostas aos pequeninos, limitando assim, o seu mundo criativo.

Quem não se lembra da música Aquarela, do cantor Paulista Toquinho?

“Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo,
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo,
Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva.
E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva.
Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel,
Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu.”

Então! De modo geral, o que vejo é uma deformação nesse mundo encantado, no qual as crianças viviam até alguns anos atrás. As brincadeiras eram tão saudáveis quanto o corpo. Hoje, o que vemos são crianças que não correm, não pulam, comem de forma exagerada e pagam por isso, quando adultos, um alto preço. É o avesso da realidade que vivíamos outrora, com brincadeiras de roda, futebol nas ruas, queimada, amarelinha, e tantas outras.


E, falando sério, tem coisa melhor do que brincar? Claro que não! Quando brincamos entramos num mundo totalmente diversificado. Não importa o tempo, a idade, o tamanho do indivíduo, na rua, na praia ou em qualquer lugar, sob chuva ou ao sol. Brincando, uma criança se torna adulto e um adulto se torna uma criança, porque o mais importante é a brincadeira. E ser criança não é fácil. Tem que ter muita, mas muita criatividade.

Bem, é isso! O mundo é realmente das crianças! Vivemos nele como convidados especiais. Se nos aliamos a elas, seremos mais felizes. Se quisermos fazê-las mais felizes também, nada melhor do que tirarmos algum tempo e ensinar a elas que brincar custa nada.

Principalmente se as ensinarmos as brincadeira que mais gostávamos, (caso ainda nos lembremos) porque assim, faremos parte do seu mundo lúdico, brincando junto com elas.

E você? Sentiu saudades do seu tempo de criança? Então, não se permita crescer, porque assim, a vida não te causará dores. E coma seus doces, todos eles!

Ah! E cuidado com a dor de barriga.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.