Comportamento

“Envelhecer é problema dos outros.” Mulher de 67 anos conquista web ao provar que idade é só um número

Com estilo único e personalidade confiante, esta mulher tem inspirado e conquistado muitos fãs. Confira!



Por muito tempo, o valor e a beleza das mulheres foram medidos de acordo com sua idade. Quanto mais jovens elas fossem, mais bonitas, interessantes e capazes pareciam aos olhos daqueles ao seu redor.

Atualmente, embora esse conceito se mantenha para muitas pessoas, é cada vez mais comum vermos as mulheres mais velhas empoderadas, reconhecendo suas qualidades e se expondo no mundo sem medo dos rótulos.

Essas mulheres sabem que a idade é apenas um número e não têm medo de buscar o seu espaço e lutar por respeito e igualdade. Elas enfrentam os estereótipos e mostram que estão acima de qualquer comentário maldoso sobre sua aparência ou caráter.


Lyn Slater é, sem dúvidas, uma dessas mulheres. Atualmente, com 67 anos, acumula mais de 750 mil seguidores no Instagram e tem conquistado muitos admiradores com suas publicações, que mostram que as mulheres mais velhas também podem ser lindas e muito estilosas.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@iconaccidental.

Sem esconder os cabelos brancos e as rugas, a mulher, que se denomina “influenciadora de moda”, usa a idade a seu favor e é um exemplo do amor-próprio e autoaceitação em uma sociedade onde procedimentos de transformação de corpo são cada vez mais naturalizados.

Slater, professora de serviço social e direito na Fordham University, disse à Disrupt Aging que tem grande fascínio pela conexão entre roupas e identidade, acreditando que as peças podem nos ajudar a expressar quem realmente somos melhor do que as palavras.


Isso fica claro em suas postagens, através das quais podemos perceber toda a sua elegância e sabedoria, através das quais tem influenciado positivamente milhares de jovens mulheres, suas maiores fãs, que a enxergam como um símbolo de “antienvelhecimento”, segundo a própria Slater.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@iconaccidental.

No entanto, para ela, seu trabalho vai muito além das roupas em si e também se trata de quebrar barreiras, mudar percepções e aceitar as próprias diferenças.

Slater contou que, assim como muitas mulheres, não gostou de envelhecer no começo, mas que teve de aceitar que é algo inevitável, e que fez disso o melhor que pôde. Hoje em dia, ela lida graciosamente com essa parte tão natural da vida, que chega para todos.


A mulher, que acredita que envelhecer com atitude é quebrar estereótipos, defende que a sociedade tenha uma nova perspectiva sobre o que significa ser uma mulher mais velha e dá dicas àquelas que querem seguir o mesmo caminho.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@iconaccidental.

Slater disse que, antes de tudo, é fundamental trabalhar a autoaceitação e recomendou experimentar coisas novas, como um par de brincos, uma cor mais ousada e até mesmo um lenço.

Reforçou que, com o passar dos anos, a opinião de outras pessoas acaba se tornando menos relevante, o que certamente é um dos fatores que causam mais preocupação para muitas mulheres. Ela é um grande exemplo do poder e da força femininos, e uma prova de que a idade apenas faz bem para quem sabe aceitá-la com graça e amor-próprio.


Com o primeiro salário, policial compra cestas básicas e remédios para pessoas necessitadas!

Artigo Anterior

Homem quer deixar noiva que ficou paralisada por causa de acidente, porque terá de cuidar dela pelo resto da vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.