AutoconhecimentoReflexãoSaúde

Epidemia de depressão?

Parece que há uma epidemia de depressão nos dias de hoje, não é? Milhares de pessoas no mundo buscam vários tipos de terapia para combater a depressão. Mas será que é verdade? Será que há de fato uma epidemia de depressão?



A depressão é uma reação introvertida, de fora para dentro; a raiva é uma reação extrovertida, de dentro para fora. É por isso que por trás de todo deprimido existe um raivoso. Quando a raiva não é externada, ela se volta para dentro e vira depressão. 

Bem, então o que temos nos dias de hoje é uma epidemia de agressividade (o lobo) fantasiada de depressão (o cordeiro)?

A pessoa agressiva tende a afastar as pessoas, recebe críticas e julgamentos; a pessoa deprimida geralmente tira vantagem de sua doença, usa seu sintoma como benefício secundário, passa a ser a coitadinha, recebe mais atenção. Tudo não passa de um jogo e todo terapeuta deve ter atenção a isto. 


Na verdade o que temos hoje em dia é uma epidemia de falta de assertividade. A pessoa assertiva é aquela cuja postura social perante a família, os amigos e a vida profissional é firme, autêntica, espontânea, segura de si, que não agride nem invade o espaço do outro e nem se deixa agredir nem invadir.

Mas para ser assertivo não se pode ser nem agressivo (o raivoso, o lobo) nem submisso (o deprimido, o cordeiro), mas uma parcela substancial das pessoas se mostra ou agressiva ou submissa, pois são soterradas diuturnamente sob uma montanha de informações negativas, catástrofes mundiais, pressões profissionais, falta de tempo, violência por todos os lados, a necessidade de se adequar aos padrões estéticos da mídia, aos padrões de consumo que a sociedade espera, ao padrão TER ao invés de SER, ao padrão mais escandaloso e preocupante: APARENTE SER, FINJA SER, e o mundo cairá aos seus pés. O mundo de hoje praticamente proíbe a pessoa de ser quem ela realmente é e se sentir feliz e realizada assim.

Uma pessoa agressiva ou deprimida nada mais é do que uma pessoa que perdeu sua assertividade.

Você só será assertivo se aceitar a si mesmo e ao outro exatamente como são, e para isso basta aprender a lidar com as pressões do mundo de hoje, aprender a manter-se íntegro em suas convicções e desejos, sem se importar com o que a mídia e a sociedade determinam que você deseje para si próprio.


Busque sua assertividade!

Por Patrícia Donban Machado

Qual o sentido da vida?

Artigo Anterior

Estágios no processo da melhora de relacionamentos:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.