ColunistasReflexão

Errar é humano, sim senhor!

Dias atrás participando de uma missa ouvi a parábola do Filho Pródigo e na hora da homilia o padre discorreu sobre errar ser humano. Sabe gosto desta nova forma que igreja vem conduzindo certos assuntos e principalmente da maneira como o Papa os vê. Uma forma mais leve, com muitas crenças e dogmas sendo avaliados e com outra perspectiva. Mostra o ser humano como ser humano e não como um ser supremo que não deve e não pode errar e se isto acontecer tem que se martirizar.



Mas, não vim falar de religião e sim sobre errar! Nosso mundo não permite erro, permite? Pense comigo como narizes são torcidos e olhos virados quando erramos. Cultivamos a perfeição e excelência e às vezes nos esquecemos que é exatamente quando erramos, que aprendemos e aprimoramos algo ou alguma coisa.

errar-e-humano-capa-e-foto-01

Imagine quando uma empresa vai lançar um novo produto. Ele teve um protótipo e passou por várias versões até chegar ao que seu criador idealizou!      Garanto, sem medo de errar, que se colocarmos lado a lado a primeira e última versão vamos encontrar muito mais do que 7 diferenças!


E, nós, já chegamos a nossa melhor versão? Nascemos, crescemos, vivemos e chegamos à maturidade. Sofremos lapidações ora profundas ora mais rasas, mas que nos transformam.

Então, errar é sim uma delícia! Do ponto “A” (a primeira versão) ao ponto “B” (a versão final) quanta vivência e experiência. Quantas lágrimas e quantos sorrisos. Chegar lá tem um gostinho de quero mais e de erros superados e acertos conquistados. Partimos para o próximo bloco, erro e acertos!

Agora, vamos combinar uma coisa, errar sempre nas mesmas coisas, ser recorrente, aí nós só podemos traduzir como “burrice” ou alto-flagelo.

Aquela amiga que se apaixona por um cafajeste a cada semestre… Mesmo você falando, mostrando, explicando e até desenhando, simplesmente não enxerga onde está errado. Não aprende…


O filho pequeno que sempre sobe no sofá e se joga e você diz – não faça, cuidado, até que ele cai e se machuca. Sim, eles têm que errar para aprender! E não só quando pequenos. Vamos instruir, aconselhar e mostrar caminhos. Mas as escolhas e erros serão deles. Só assim irão crescer.

Em nosso primeiro emprego ou primeiro dia de trabalho em uma nova empresa vamos sim vai errar por não saber ainda a cultura da empresa e se podemos ser ou ter mais ou menos iniciativa. Ser mais forte ou suave. Enfim, ao longo do tempo vamos acertando o “tempero” e colocando nossa marca.

Amizades… Lembro quando minha mãe não ia com a cara de algum amiga. Eu podia ter a certeza que em algum momento teria uma decepção com ela. Hoje faço isto com as minhas filhas e em 99% dos casos acerto. Mas as decepções e frustrações (erros) são necessárias.

E aquele caminho ou decisão que num primeiro momento você acha que “tomou” errado e lá na frente entende o quanto aquela foi a melhor escolha! O velho escrever certo por linhas tortas.


Afinal, se não fosse um erro como Pedro Alvarez Cabral teria descoberto o Brasil e não chegado as Índias (ou nos EUA) …

errar-e-humano-foto02

Este texto mesmo, escrevi, apaguei, risquei, refiz alguns parágrafos, mudei a logística das frases até esta versão que você está lendo.

Errar é humano sim senhor. E que atire a primeira pedra que nunca errou. Aliás, se isto aconteceu é porque com absoluta certeza, você não viveu.


Tem uma frase bem clichê que diz: se não deu certo ainda é porque não chegou ao fim!

Por Pathy Bertão

Carta a um filho…

Artigo Anterior

Errar é um defeito comum, pedir perdão é uma virtude de poucos!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.