Comportamento

Escola economiza com energia solar e aumenta o salário dos professores. Eles serão valorizados!

Escola economiza com energia solar e aumentará o salário dos professores. Eles serão valorizados

Atualmente, os professores do Distrito Escolar da Batesville recebem entre 2 mil e 3 mil dólares, graças ao uso de energia limpa nas escolas.



Apesar da extrema relevância do trabalho dos professores, nem sempre esses profissionais recebem o salário que merecem. Esse é um problema que ocorre em grande parte dos países e até 2017 também era uma realidade de algumas escolas em Batesville, no estado de Arkansas (Estados Unidos).

O déficit orçamentário nas unidades chegava a 250 mil dólares. O orçamento estava tão apertado que as direções das escolas mal conseguiam manter seus professores, quanto mais pagar a eles um salário justo. Foi então que uma empresa chamada Entegrity surgiu com uma proposta que prometia gerar milhões em economia para as unidades educacionais através de uma medida ambientalmente responsável.

2Escola economiza com energia solar e aumentará o salário dos professores. Eles serão valorizados

Direitos autorais: reprodução Facebook/Batesville High School.


A empresa sugeriu ao Distrito Escolar de Batesville, que atualmente compreende a Batesville High School e cinco outras escolas, as quais atendem cerca de 3.200 alunos, que instalasse painéis solares em seu campus. Dessa forma, toda energia gasta com luzes e sistemas de aquecimento e resfriamento passaria a ser provida da energia solar, gerando economia que pode chegar a 2,4 milhões de dólares em 20 anos, para todo o distrito.

Diante da proposta, o superintendente de Batesville, Michael Hester, concordou em instalar 1.400 painéis solares na escola e sabia muito bem no que gastaria o dinheiro economizado.

“Vamos usar esse dinheiro para começar a aumentar os salários dos professores”, disse Hester em uma entrevista, conforme o site Energy News. Dessa forma, segundo Hester, o colégio poderia atrair melhores funcionários que, por sua vez, iriam se empenhar com mais dedicação ao trabalho e assim despertar o interesse dos alunos quanto ao ensino. E não deu outra!

O projeto ajudou a reduzir o consumo anual de energia do distrito escolar em 1,6 milhão de quilowatts e em três anos gerou economia suficiente para transformar o déficit orçamentário de 250 mil dólares em superávit de 1,8 milhão mil dólares.


3Escola economiza com energia solar e aumentará o salário dos professores. Eles serão valorizados

Direitos autorais: reprodução Facebook/Batesville High School.

E como prometido pelo administrador da escola, grande parte do dinheiro foi destinada aos salários dos professores, que atualmente recebem entre 2 mil e 3 mil dólares. E as escolas de Batesville não são as únicas a adotar essa ideia.

Pelo menos 7.300 escolas nos Estados Unidos já estão usando a energia solar para economizar nos serviços públicos, segundo informação da Generation 180, organização sem fins lucrativos, que defende a energia limpa.

De acordo com relatório da instituição, em 2019, 16% dos distritos escolares dos EUA tinham instalado 1.337 megawatts de capacidade solar para atender 5,3 milhões de alunos.


Ou seja, esse bom exemplo adotado em Batesville serviu de inspiração para iniciativas semelhantes em muitas outras escolas que hoje contribuem para um mundo melhor e ainda servem de exemplo sobre conscientização ambiental para os seus alunos.

Você acha que esse tipo de iniciativa também deveria ser adotado no Brasil?

Deixe a sua resposta nos comentários e compartilhe esse texto nas suas redes sociais.


Milionário constrói casa e dá emprego para mãe de menino que estudava sob a luz de poste!

Artigo Anterior

Morador de rua divide marmita com cãozinho: “O seu maior bem é o seu coração!”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.