Bem-EstarO SegredoQualidade de vida

Escolha a pedra certa para você !

escolha a pedra certa para

Costuma-se dizer que é a pedra que escolhe a pessoa e não o contrário. Mas para que isso aconteça, precisamos primeiro ter nossos objetivos claros na hora de adquirir uma. Ou seja, se a proposta é ter uma pedra para ajudar na sua evolução e aprendizado de vida, o objetivo é achar o que chamamos de “cristal pessoal”. Ou, ainda, se uma ou mais pedras chamou sua atenção e “mexeu” internamente com você, a ideia é buscar o significado de cada uma e usá-las de forma terapêutica, para tratar determinadas questões.



Assim, definido o objetivo, é possível encontrar determinada pedra “por acaso”, ganhá-la, ou mesmo ir a uma loja e perceber qual se voluntariou para ir com você. Confira abaixo algumas sugestões para que você perceba esse “chamado”:

  • Coloque a pedra na mão e concentre-se para descobrir a sensação que lhe causa.

  • Passe a mão levemente pelas pedras, muito lentamente, e sinta qual delas “puxa”, formiga ou esquenta a sua mão.
  • Olhe e perceba qual pedra tem um brilho especial, de acordo com a sua concepção. Vale lembrar que todas as pedras possuem algo de especial. Basta escolher a mais significativa para você.
  • Conte com a sincronicidade, ou seja, repare se algo chama sua atenção ou acontece ao redor no momento em que toca a pedra.

Tirando proveito de seu cristal pessoal

O cristal pessoal é um companheiro de viagem e um mestre. Não necessariamente é um cristal de quartzo, pode ser qualquer pedra, pois a maioria delas tem cristais em seu interior e todas são igualmente importantes. Lembre que a função do cristal pessoal é ajudar você em seu caminho, auxiliando a tomar as melhores decisões na vida.

Depois que você foi devidamente escolhido pelo seu cristal pessoal, limpe-o física e energeticamente e conecte-se a ele. Em um lugar calmo, mantenha a mente tranquila e aberta às sensações. Comece olhando todos os detalhes do seu cristal pessoal, como forma, cor, textura e reentrâncias. Sinta a pedra na sua mão. Depois que você tiver uma imagem mental perfeita, feche os olhos e “veja” o cristal com sua mente. Converse com ele, agradeça sua presença e conte suas expectativas dessa união.

Depois de falar bastante, perceba, durante alguns momentos, alguns “insights” ou sensações que o momento pode oferecer. Normalmente, depois desse exercício, a pessoa sente uma sensação de paz e bem-estar. Sendo assim, faça isso sempre que precisar.


Carregue o cristal pessoal sempre com você. Use-o na Meditação ou quando está em dúvida e precisa de um “toque”. Não esqueça de cuidar dele, limpando-o física e energeticamente de tempos em tempos. Se optar por carregar seu cristal na bolsa ou no bolso, envolva-o em algum tecido natural, como o algodão, e não o deixe misturado com moedas ou chaves, pois a pedra está servindo de tratamento.

O cristal pessoal você não empresta, não dá, não vende e não troca, ele é pessoal. Mas se acontecer da pedra sumir ou se perder, você pode buscar outra. Não para substituir a primeira, mas para buscar outro companheiro e mestre no caminho.

Vale lembrar que é possível encontrar as pedras e cristais em lojas de produtos naturais ou em pedrarias.

 


___

Fonte: Rádio Viva Zen

Dê-me asas para voar e motivos para ficar

Artigo Anterior

Não se atreva a me julgar

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.