ColunistasComportamento

Escorregou na dieta nas festas de fim de ano? perdoe-se e recomece!

Esse post é para você que, no dia-a-dia, costuma levar a sério sua rotina de alimentação saudável e exercícios, mas dá aquela boa chutada de balde nas festas de fim de ano e agora está se remoendo em culpa e pensando na “farra gastronômica” do Reveillon.



Depois de comemorar as bênçãos e as alegrias da festa de Natal, onde recebi o melhor presente que poderia do Aniversariante: estar junto à minha família, começo a voltar à rotina da última semana de 2016. E agora é hora de encarar a balança…

Sinal amarelo… 2 kgs a mais, e bato no teto de minha meta de peso, 75 kg. O que posso aprender da experiência do Natal? Procurei comer apenas enquanto estive com fome, comi devagar, saboreando, e até lancei no aplicativo de calorias o que comi. Onde escorreguei: em cada casa que eu visitava, beliscava algo “saudável”, uma fruta, uma proteína, e, é claro, um “pedacinho” de doce. Beliscões aqui e ali levaram ao resultado final…

Mas a maior lição que quero compartilhar com você é: Não vou ficar me lamentando, sentar e chorar. É hora de agir e voltar à rotina! Fazer aeróbica na academia, caminhar bastante, beber bastante água, comer muita fruta e monitorar alimentos, dentre outros hábitos de sucesso.


O recado é claro. Escorregou? Caiu? Levante. Não fique reclamando ou lamentando a culpa. Bola pra frente, e comece de novo. Aceite o que aconteceu, perdoe-se, e, como diz o Raul Seixas, “tente outra vez”. Volte à rotina. Vá malhar, caminhar, volte a se alimentar com consciência plena. É melhor escorregar e exagerar em 200 calorias do que continuar chutando o balde o dia inteiro e ingerir 2000 calorias. Você entendeu o recado.

Ainda temos uma semana antes de 2017. Dá para praticar um pouco mais de atividade física, e passar a semana em consciência plena, se alimentando apenas quando estiver com fome, sabendo parar um pouco antes da saciedade. E caminhar, ir à academia, “acumular créditos na sua conta bancária de calorias”. É como se você soubesse que fosse gastar mais no fim de ano e, por isso, resolvesse trabalhar um pouco mais ou economizasse mais para fazer uma poupança para as Festas. A lógica é a mesma.

E já dá para, nesta semana, se preparar para as festas de final de ano. Antecipe seus desafios. O que pode fazer, a partir de agora, para lidar com os desafios que encontrará no Reveillon e se manter dentro de seu propósito? Ou mesmo que saia um pouco do eixo, colocar um limite no exagero?

Eu, por exemplo, já sei que vou passar em Copacabana, na casa de primos, e já pensei nas formas de me preparar para esse momento de festa: CAMINHAR na praia no último dia do velho ano e no primeiro dia de 2017, DANÇAR E PULAR MUITO durante as festas e queimar muitas calorias, BEBER MUITA ÁGUA até ficar bêbado, comer MUITA FRUTA e carne branca, COLOCAR UM LIMITE na quantidade de cervejas, doces e salgados envolvidos.


E sempre COMER DEVAGAR E COM PRAZER, e respeitando a regra de ouro do mindful eating, a alimentação em atenção plena: COMER APENAS QUANDO ESTIVER COM FOME, e PARAR antes de estar totalmente satisfeito.

E você, o que fará? Escreva aqui e agora suas estratégias para lidar com os seus principais desafios neste Reveillon.

Faça do Ano Novo um momento para se divertir e queimar calorias fazendo o que gosta. Encontre formas criativas de se divertir que sejam diferentes de comer e beber até explodir. Curta e cante as suas músicas favoritas, faça sua reflexão e oração de fim de ano, agradeça pelas vitórias e pelas lições aprendidas, curta seus amigos, família… dance, cante, pule, salte. “Abra suas asas e solte suas feras”, como canta Lulu Santos.

Um Feliz e Maravilhoso 2017, em que você possa se aproximar cada vez mais dos seus sonhos, colhendo em abundância tudo o que você está plantando aqui e agora.


Você foge da dor ou busca o prazer?

Artigo Anterior

Cansei de me importar demais!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.