4min. de leitura

Espiritualizando, universalizando e compreendendo a diversidade humana…

Prezados, este artigo pretende focar na compreensão que precisamos exercitar dia a dia, em como vamos viver num mundo globalizado de mais de oito bilhões de seres humanos.

Somos uma humanidade multicultural, segundo minha pesquisa, são quase sete mil idiomas falados no planeta, das mais diversas origens e hoje estamos todos conectados instantaneamente, pois derrubamos as barreiras geográficas da comunicação lenta do passado.


Vivemos num mundo onde a tecnologia está cada vez mais avançada e o acesso a ela vem com rapidez. Isso faz com que a grande massa se prenda à materialização, buscando a facilidade de obtenção dessas novidades e dessa forma iludindo-se com o temporário, esquecem-se do eterno: a verdade espiritual.

É preciso saber separar o joio do trigo ou, como na passagem bíblica, “dar a César o que é de César”, porém, sem se contaminar com a materialidade temporária neste mundo e para tal afirmo que é possível manter-se atualizado com o mundo moderno e espiritualizar-se, universalizar-se estando acima de dogmas religiosos, mas compreendendo que estamos todos no mesmo barco, aqui chegamos do mesmo modo, pela mesmo acesso e aqui nos desenvolvemos diferenciadamente para então daqui partirmos, pela mesma saída, pelo mesmo caminho.

Os dogmas, as discussões materialistas, as demonstrações de falso poder e todo o acúmulo exagerado de bens ficarão para trás, então, se não nos prepararmos para esse momento inevitável, a todos nós virá a frustração, a decepção e a dor de desperdiçar grandes oportunidades evolutivas.


Respeitar pontos de vista e ideias é uma diretriz no caminho evolutivo de cada um de nós, saber que podemos escolher o caminho a seguir é primordial, porém, sempre assumindo a responsabilidade por nossos atos e sabendo que a lei de causa e efeito é infalível.

Portanto, a proposta aqui é simples: espiritualizando-se o ser humano será mais tolerante, mais humilde, mais compreensivo e entenderá melhor sobre como se relacionar com mais sabedoria com seus oito bilhões de companheiros, irmãos multiculturais, neste imenso planeta que chamamos de Terra, porém, tão pequenino em escala cósmica.

Universalizar-se é admitir que a verdade vem de muitas fontes e em partes, aos poucos e que como em um “jogo de quebra-cabeças” vai se formando, vai se encaixando e trazendo aprendizado e evolução para todos nós.


Aquele que pensa que sabe muito, se olhar bem verá que a soma de todos os seus conhecimentos adquiridos ao longo da vida, não passam de alguns grãos de areia que o vento rapidamente espalha nas praias da sabedoria.  – Ditado Oriental

Que sejam todos iluminados e a sabedoria da espiritualidade que reside em cada coração os desperte para o bem maior. Felicidades!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: kantver / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.