ColunistasRelacionamentos

Essa carta é para você que não teve coragem de assumir! resolveu sumir!

ESSA CARTA

Essa é para você que não teve coragem de assumir. Resolveu sumir. Preferiu mensagem no celular. Achou fácil burlar. Posso parecer exagerada. Nem um pouco recatada. A resposta já foi dada. Não há como ser tratada.



Não. Não preciso de ninguém para cuidar de mim. Adorei as flores de jasmim. Obrigada! Faço isso muito bem. Melhor não tem. Parece que foi tudo falsidade. Homem nunca foi prioridade. Prezo por minha liberdade. Amizade não é mensagem matinal. Muito menos cartão no Natal.

Sempre soube que seria passageiro. Ligeiro. Corriqueiro. Não. Não dá pra escolher por quem se encantar. Se sabes, me ensina por quem apaixonar. Me achou tão intelectual. Esqueci que segue manual.

essa-carta


Até pareceu bom moço. Alinhado. Perfumado. Quase  grisalho. Casa, carro e  bicicleta própria. Foi em hora imprópria. Tem Zazá e Café. Meia no pé. Feliz agora deve estar. Hoje me faz gargalhar. O motivo não vai dá para contar. Valoriza a família que tem. O que tem. Quer um dia ser alguém.

Mantém a saúde. Física. É química. Vacila. Oscila. Também depila. Cabelo não há de ter miséria. É na Valéria. “Petit gâteau”, pão e macarrão. Sabe cozinhar. Valeu a pena experimentar. Não sabe escrever. Só prometer. Aprendeu a tocar. Não consigo me lembrar. Violino talvez. Mantém a altivez. Coisa de budista. Frio. Calculista.

Não liga para futebol. Nem MMA. Aprendeu a lutar. Trabalha. Dez anos no mesmo lugar. Comodidade. Soa falsidade. Tiradentes e duendes. Somos diferentes. Curte rock e metal. Escuta sertanejo. Efeito colateral. Vai de Safadão. Porque não? Disse que para agradar. Taça de vinho no jantar. Tem fadas em algum lugar. Gruta da Lapinha. Passado na caixinha. Na parede parece ser sozinha.

Venha cá. Vou te explicar. Sem ser negligente. De forma inteligente.


Hombridade é qualidade. Destaca a sinceridade. Transparência. Ficou na iminência. É ter coragem.  Respeitar o próximo. O sentimento do próximo. O outro. Foi frouxo. Quase um ogro. Ter honestidade. Terminar com dignidade.

Cavalheirismo. Honra. Nobreza. Você prefere não saber. Parte de você não vai fazer. Melhor que nunca. Me livrei da espelunca. Se ser canalha é o que lhe convém. O que tens é meu desdém. Tu não sabe a diferença. Virou indiferença. Para se proteger. Na mensagem preferiu se  esconder. Não dá. Infelizmente hoje vou ter que ser babá. De mocinha. Ficou de coitadinha.

Com você prefiro nem ralhar. De gato passou a ladrar. Prefiro verdade. Viver de realidade. Ter dignidade. Viver a vida com vontade. Tudo um dia vira saudade. Foi desejo. Hoje eu vejo.  Teve cumplicidade. Não havia probabilidade. Foi pura vaidade.

Rapaz. Olhos nos olhos, não seria capaz. Conto os dias. Conto as horas. Sentimento a gente não penhora. Pago para ver. Até poderia te prescrever. Não vai tardar. No seu papel não irá falhar. Doeu a mensagem no celular. Amizade. Melhor nem falar. Prefiro não lembrar. Nem comentar.  Vontade não falta de te mandar para aquele lugar.


Já que disse tanto faz. A mim não satisfaz. Quando me olhar. Irá notar. Que não pertence ao meu lugar. Se porventura quiser saber. Como estou. O meu viver. No mundo não haverá. Melhor para contar. Não tema em ligar. Boas risadas iremos dar.

pulando-fora

O que fazer se sou sentimental. Apesar de todo mal. Não havia como ser normal. Rancor não irei guardar. O carinho prefiro preservar. Quem sabe um dia a amizade cultivar. Infelizmente só com o coração sei caminhar.


Mudança: a nossa única certeza!

Artigo Anterior

O que dá certo para o outro, pode não dar certo para você!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.