3min. de leitura

Esse alguém é você!

Eu queria alguém ao meu lado naquele dia especial, para compartilhar junto comigo o orgulho e o progresso. Você não estava lá! Eu queria…

Desejei alguém que me acompanhasse nas festas, nos bares, no dia a dia, alguém que me segurasse a mão além da esquina da rua. Alguém que demonstrasse o quanto eu era importante, que alegasse que a minha presença era dádiva. 


Alguém que sutilmente sentisse um incômodo nas entranhas quando me visse tão linda para sair só e pensasse: ”Céus, preciso dizer ao mundo que estou com ela, pois ela me escolheu!”

Alguém que não me fizesse as ligações marcadas e cronometradas das 12:00, tão corriqueiras e automáticas, vazias de euforia.

Alguém que não sentisse que trinta minutos eram tempo de sobra para matar a saudade de uma semana. Alguém que me acompanhasse, que eu não precisasse levar.

Alguém não fadigado, não entediado do amor e que não desdenhasse das minhas tentativas de assassinar a rotina e a mesmice para fazer um amor completamente novo todos os dias. 


Assumo, os erros surgiam de ambos os lados, mas as tentativas de reparo surgiam apenas de um, e não era do seu. 

Aqui, agora, de longe, sem mais esperar esse outro alguém, eu sei, eu vejo: ele não vem! Melhor, ele não precisar vir, pois já está aqui.

Espantosamente esse alguém sou eu! Sempre estive presente nos melhores e piores momentos, compartilhando cada dor e cada sorriso, alguém que presenciou e sentiu fervorosamente tudo, tim tim por tim tim.


Sim, esse alguém sou eu, e nunca estive ausente. E mesmo que ninguém esteja por vir, a pessoa mais importante já está aqui, e se vier, será depois de mim.   


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / milaf





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.