Está ansioso? Confira essas dicas para eliminar a ansiedade da sua vida!



Você rói suas unhas? Bate o pé no chão freneticamente? Morde objetos? Você pode estar passando por um quadro de ansiedade!

Quando estamos nesse estado, os nossos batimentos cardíacos podem acelerar, podemos ter queimação no estômago, enquanto a nossa mente não para com uma enxurrada de informações, que nos deixam confusos e paralisados.

A era da tecnologia contribui, e muito, para vários transtornos. É tanta novidade, que não conseguimos nos desligar para ter uma boa noite de sono, por exemplo.

A ansiedade, segundo Louise Hay, é a falta de “confiança no fluxo e no processo da vida”, ou seja, no fundo duvidamos do nosso potencial, não estamos nos conectando com a Fonte Infinita de Recursos, nem acessando as infinitas possibilidades que essa conexão nos proporciona.

É fato que a meditação ajuda muito no nosso relaxamento, tanto é que existem inúmeros estudos relacionando esse estado de espírito à produtividade e alta performance.

Mas e quando não conseguimos meditar, porque nossa mente está barulhenta?

Ela propõe um exercício, que pode nos ajudar no processo cognitivo:

1. Em silêncio, respire profundamente, acalmando o seu ser, então procure a causa mental da ansiedade: “Quais seriam os pensamentos que criaram isso em mim?”

2. Depois repita a afirmação: “Estou disposto a soltar o padrão em minha consciência que criou essa condição.”



3. Reprograme sua mente com a afirmação: “Eu me amo e me aprovo. Confio no processo da vida. Estou seguro.”

Sempre que estiver ansioso, lembre-se de fazer este poderoso exercício. Logo você alcançará estados mais elevados de consciência e conseguirá meditar com facilidade.

Mas o mais importante é entender que criar expectativas e desejar acelerar um resultado, ou mesmo um processo de cura, é o que contribui para gerar mais ansiedade e a autossabotagem.

Portanto, deixe tudo fluir naturalmente.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: nenetus/123RF Imagens.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.