Esta corajosa enfermeira salvou 3 recém-nascidos na explosão em Beirute

A foto da enfermeira segurando os bebês viralizou e a profissional já está sendo reconhecida como heroína.



Na última terça-feira (4), uma explosão na zona portuária de Beirute, no Líbano, causou grande destruição na cidade e deixou pelo menos 100 mortos e milhares de feridos. Vídeos com cenas muito fortes da explosão viralizaram nas redes sociais e pessoas do mundo inteiro demonstraram seu apoio às vítimas.

Cenas muito tristes foram encontradas pelos profissionais que trabalharam no resgate das vítimas e até mesmo pela população que estava nos arredores dos locais atingidos pela explosão.

Mas, no meio dessa tragédia, o mundo conheceu um heroína que salvou três vidas e está ganhando muito reconhecimento na internet. Uma enfermeira, que trabalha no hospital Al Roum, atingido pela explosão, salvou a vida de três recém-nascidos. Ela foi fotografada pelo fotojornalista Bilal Jawich, que compartilhou a foto em seu perfil, no Facebook, e disse que, em 16 anos de profissão, não viu nada parecido.


Ouvido pela CNN, Jawich disse que estava em sua casa, nos arredores de Beirute, quando soube da grave explosão.

Ele disse que seguiu a fumaça até chegar ao porto da cidade, e que foi a sua “intuição profissional” que o levou ao hospital Al Roum, que fica em uma das áreas mais afetadas.

Ao ver a enfermeira com os três bebês, ele disse que ficou chocado e percebeu que a profissional estava lidando com a situação de forma calma, totalmente oposta ao caos que havia ao seu redor.


O fotojornalista comentou que a enfermeira, que ainda não teve a identidade revelada, parecia ter uma força oculta que lhe dava autocontrole e capacidade de salvar as crianças, e que estava à altura daquela tarefa.

Os bebês e suas mães foram transferidos para outros hospitais e, graças ao apoio prestado pela enfermeira nos primeiros momentos, poderão se recuperar juntos.

Jawich contou ainda à CNN que o hospital Al Roum teve 80% de sua estrutura danificada, bem como 50% de seus equipamentos. Além disso, morreram 12 pacientes, dois visitantes e quatro enfermeiros da equipe.

Nessa realidade trágica e muito triste, o ato de coragem da enfermeira foi fundamental para salvar a vida dos bebês e protegê-los até que a ajuda chegasse.

Essa mulher foi uma heroína na vida dos recém-nascidos e suas mães e, apesar de não sabermos seu nome, sua atitude ficará para sempre marcada como grande ato de amor e coragem.

Deixamos registrada a nossa admiração e o desejo de que a cidade se reerga dessa tragédia.

Compartilhe a história dessa heroína com os seus amigos!

 

Direitos autorais da imagem do texto: reprodução Facebook/Bilal Marie Jawich.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.