ComportamentoRelacionamentos

Esta é a simples razão pela qual perdemos o interesse em pessoas que mostram muito interesse em nós…

esta é a simples razão

Alguma vez você já se perguntou por que sempre quer as coisas na vida que parecem inatingíveis?



Você, sem dúvida, já experimentou o sentimento e os pensamentos “a grama do vizinho é sempre mais verde “, mas pode não ter pensado exatamente no porque está sempre perseguindo algo.

Bem, primeiro, você não está sozinho. É da natureza humana querer as coisas que acha que não pode ter.

Na verdade, somos programados para desejar coisas que acreditamos serem “muito boas” para nós.


esta-e-a-simples-razao

Há uma razão pela qual quase todo filme romântico que você assiste ter uma dinâmica que centra-se em torno de uma pessoa que está sendo atraída para outra que acredita estar fora de seu alcance.

E tem muito a ver com nós acreditando que o amor e a atração são o mesmo que ser fascinado por alguém.

É exatamente por isso que os seres humanos tendem a mostrar desinteresse naqueles que são incrivelmente interessados neles. É algo que vai contra a natureza humana de querer as coisas que sabemos que não podemos ter.


Precisamos sentir que vale a pena lutar por algo, antes de investirmos nele.

Aqueles que estão aparentemente fora de alcance ou não disponíveis têm alto valor a este respeito. Falando de um ponto de vista biológico, faz sentido que procuremos aqueles que pensamos que são melhores do que nós.

Esse é o ponto da reprodução: criar uma descendência melhor. Os seres humanos têm evoluído ao longo do tempo para preferirem naturalmente as pessoas que são saudáveis e fortes, mas também que são emocionalmente maduras o suficiente para serem incentivadoras, protetoras e leais.

Então, por que nos sentimos desinteressados com os parceiros que veem essa “amizade” em nós? A resposta está nas profundezas de nosso ser.


Em um nível muito profundo, há uma pequena parte de cada um de nós que acredita que não somos dignos de ser amados. É esta insegurança que faz você colocar um valor menor em si mesmo.

Assim, quando uma pessoa deseja esse menor valor, naturalmente, colocamos um valor menor sobre ela.

O curso natural do pensamento eventualmente chega à conclusão de “deve haver algo errado com você por gostar de alguém como eu”.

Nós não vivemos confortavelmente com esta mentalidade. Vivemos confortavelmente “perseguindo” alguém, ou na rejeição completa e desgosto por outra pessoa.


É onde nos sentimos mais em casa. Por alguma razão, preferimos buscar a rejeição do que termos a afeição de uma pessoa menos valorizada.

Como podemos ver, a inclinação natural para evitar aqueles que estão interessados em você acontece por duas razões principais: a necessidade de melhorarmos a nossa prole tendo um parceiro que é “melhor”, e nossas próprias inseguranças sobre como somos dignos de amor.

A questão ainda maior é: como podemos usar esse entendimento para melhorarmos nossas vidas e nosso bem estar? Tendo aprendido isso, quantos de nós começarão a dar uma chance aos outros em vez de rejeição?

Quantos de nós vão se esforçar para superar inseguranças em busca de uma chance de felicidade?


O ego é uma coisa difícil de superar, mas se conseguirmos, nos abriremos a um novo campo de pensamento.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Higher Perspectives


Não é que eu seja indiferente! é que cuidar da minha vida já dá um trabalhão danado!

Artigo Anterior

Poderosa mensagem de keanu reeves para o mundo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.