ColunistasReflexão

“está em busca de paz? onde está procurando?”

Está em busca de paz

Desde cedo, fomos educados a correr atrás dos nossos sonhos: uma boa profissão, cuja remuneração dê para o sustento e uma vida tranquila, a respeitar os seres humanos, principalmente idosos e crianças, ceder lugar onde exige prioridade, ter alguma religião para orientação espiritual e por aí vai…



Por outro lado, quando atingimos uma certa maturidade, as escolhas mudam em algumas áreas. Hoje, o conceito de liberdade nos faz abrir um leque de ideais, muitas vezes diferentes daqueles que nossa família nos fez acreditar que era o correto!

“Mas quem disse que teremos paz com as escolhas que fizeram por nós?”

A nossa paz vem de dentro e nunca de fora de nós. Até tentamos, principalmente nos relacionamentos amorosos (é o que mais almejamos)! O outro pode até somar com as mesmas afinidades na trajetória, onde dois sempre serão melhores do que um. Desde que usem a sabedoria e a vontade para crescerem no amor, tudo dará certo! Lembrando que somos seres únicos e precisamos respeitar a forma de pensar de outras pessoas. Porém, respeitar é diferente de aceitar!


Nós trazemos, juntamente com a nossa formação, todos os requisitos necessários para achar o caminho do meio, trilhando-o em paz, acessando nosso mundo interior conectado à própria consciência.

Quando isso não acontece, entramos no ciclo dos sentimentos de esferas baixas. Ficamos desmotivados, tristes com a vida, e é aí que os conflitos entram em cena! A paz que em oração pedimos nunca chega, o mundo fica silencioso. A resposta para todos os conflitos é só uma! Os valores emocionais tão importantes não são encontrados no mundo em que estamos apenas de passagem, e sim na caminhada e nas nossas escolhas, sejam elas boas ou ruins.

A correria da vida é tão constante, que passamos a quinta marcha e vamos embora… Esquecemos de abastecer nossa alma de paz para harmonizar nosso mundo externo!

Ninguém precisa se afastar de suas conquistas, compromissos, relacionamentos, trabalho, família e amigos para ouvir a si mesmo. O que precisamos é usar a “sabedoria” de inserir a nós mesmos no meio de tudo o que praticamos no dia a dia, e andar firme na fé.


A paz sempre vence!”, basta trabalhar a mente e fazer dela um exercício diário.

Esta letra do Lenine retrata bem o que falei:

“Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma


A vida não pára
Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso, faço hora, vou na valsa

A vida é tão rara” (Lenine)


Aos poucos, a humanidade vai sentindo a necessidade de se buscar, se reinventar, se reestruturar e chegar ao equilíbrio necessário.

O mundo precisa de paz! A vida precisa de paz! Nosso corpo e mente precisam de paz! Quem amamos em todos os âmbitos precisam da nossa paz!

“A paz esteja com cada um de nós e que juntos possamos construir um mundo melhor, sem tantos barulhos que tiram o equilíbrio e nos testam a todo tempo.”



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / Imagens


Menos síndrome de gabriela e mais metamorfose ambulante, por favor!

Artigo Anterior

Eis o verdadeiro significado do livre-arbítrio: nós somos os artistas e a própria arte das nossas vidas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.