5min. de leitura

Esta história japonesa nos lembra de que devemos sempre cuidar das almas ao nosso redor

Existem muitas histórias pelo mundo que nos ensinam lições importantes para nos tornarmos pessoas melhores e conquistarmos vidas felizes e completas. Sempre que encontramos alguma dessas histórias, compartilhamos com você, para que possa ajudar a todos a evoluir em suas jornadas.


Esse é o caso da história que trazemos hoje. Ela é originalmente do Japão e nos ensina porque devemos sempre cuidar das pessoas ao nosso redor, tratando-as com gentileza e respeito.

Leia a história e medite sobre ela.

A ave agradecida

Um jovem estava caminhando tranquilamente perto de uma montanha até que ouviu um grito triste e correu para ajudar. Quando se aproximou do lugar de onde vinha o grito, viu uma ave presa em uma armadilha armada com cordas.

Ele então disse:


– Não se preocupe, vou lhe salvar, espere só um momento.

Quando ele conseguiu resolver a situação, a ave lhe agradeceu por sua ajuda e saiu voando livremente.


Na noite seguinte, alguém bateu à porta da casa do jovem. Quando ele abriu a porta, ficou surpreso: uma jovem muito bonita estava parada ali e lhe disse:

– Estou sozinha. Por favor, tome-me como esposa.

– Eu sou simples, não tenho muitas condições financeiras, muitas vezes a comida é pouca, você não se importa?

A jovem então respondeu:

– Eu tenho uma ideia para ajudar, mas enquanto eu estiver no cômodo ao lado, não espie de maneira alguma.

Ele concordou e a jovem foi ao outro cômodo da casa.

Depois de algum tempo, o jovem pôde ouvir um barulho muito agradável vindo da sala onde a jovem se trancara. Depois de três dias, ela saiu carregando três pedaços de pano em seus braços.

– Eu fiz esses tecidos no tear. Ofereça-os ao homem que mora no castelo.

O jovem seguiu as instruções e levou os tecidos ao senhor do castelo, que ficou encantado com o presente e em troca lhe ofereceu muitos presentes e tesouros.

Chegando em casa, ele disse:

– Isso é incrível! Conseguimos essas riquezas apenas produzindo esses tecidos. Eu sei que dá trabalho, mas peço que continue trabalhando no tear para produzir mais peças de tecido.

A jovem concordou, e começou a trabalhar incansavelmente no tear. No entanto, estava ficando fraca e magra demais.

Um dia, o jovem que não percebia o quanto a saúde de sua esposa estava desgastada, perguntou a si mesmo:

– Que estranho, eu nunca comprei material para ela, então como será que ela consegue os fios para fazer os tecidos? Vou espionar.

Quando entrou no quarto, levou um grande susto, porque nele havia uma ave e um equipamento que arrancava suas próprias penas para tecer os esplêndidos tecidos.

A ave olhou para ele e lhe disse:

– Eu lhe pedi tanto para não olhar dentro do quarto, mas você acabou cedendo à curiosidade e me espionado. Eu não posso fazer nada além de dizer lhe adeus.

– Por favor, espere, não vá, eu sei que agi muito mal – gritou o jovem.

Mas já era tarde demais. A ave abriu as asas e voou lindamente no céu e logo sumiu de vista.

O jovem, então, lamentou a despedida e seguiu vivendo sozinho, arrependendo-se por não ter respeitado a ave que tanto contribuiu para a sua melhora de vida.

Essa história nos mostra o quanto o respeito às outras pessoas é essencial. Muitas vezes, alguém faz tanto por nós e tudo o que nos pede em troca é respeito, e falhamos em oferecê-lo, o que acaba por nos deixar sozinhos na vida.

Aprenda a ser grato e a respeitar aqueles que estão ao seu lado e suas bênçãos apenas aumentarão.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.