3min. de leitura

Esta história vem para nos ensinar a nunca julgar sem conhecer

Muitas vezes, nós nos apressamos em julgar outra pessoa antes de conhecê-la o suficiente. Apesar de essa ser uma reação “natural” humana, não é correta. Podemos nos surpreender com as pessoas de maneiras que nunca pensamos, e a história que trazemos abaixo nos ajuda a refletir sobre isso.


Leia com atenção e absorva a lição que ensina, pois ela nos inspira a melhorar nossos relacionamentos e nossas vidas de uma maneira geral.

“Em uma cidade, havia uma sorveteria muito conhecida, na qual todos iam quando estava muito calor. Certo dia, uma das garçonetes se encontrava particularmente mal-humorada.

Nesse dia, um menino de cerca 10 anos de idade e aparentemente muito pobre, entrou sozinho no lugar e sentou-se à mesa. A primeira reação da garçonete foi desconfiar do menino, acreditando que ele tinha más intenções.

Então, quando se aproximou da mesa, o menino lhe perguntou:


– Quanto custa um sorvete de chocolate com nozes?

–  5 reais – disse a garçonete, desconfiada.

O menino, então, olhou sua sacolinha de dinheiro, franziu a testa e perguntou novamente:


– E o sorvete, quanto custa?

A garçonete estava cheia de coisas para fazer e não estava muito à vontade com a presença do menino, então respondeu de forma rude:

– Custa R$3,50.

O menino olhou novamente em sua bolsa e disse:

– Bem, eu quero um sorvete só então.

A garçonete trouxe seu sorvete com uma cara feia, pôs a conta na mesa e saiu. O menino comeu o sorvete, tranquilamente, depois se levantou, pagou e foi embora. A garçonete não tirou os olhos dele por nenhum momento, de tão desconfiada.

Depois que o menino foi embora, ela foi limpar a mesa e se assustou ao ver que o menino tinha deixado R$1.500,00 na mesa. Junto ao dinheiro, deixou um bilhete agradecendo o seu atendimento e disse que o restante do dinheiro era uma gorjeta.

Mesmo tratando o menino com desconfiança, ele ainda deixou uma mensagem e uma grande quantidade de dinheiro em agradecimento. Sabe-se lá por quanto tempo ele guardou esse dinheiro, porque parecia muito pobre, ainda assim não deixou de ajudá-la!

Depois disso, a garçonete nunca mais julgou uma pessoa por sua aparência.”

Essa história nos ensina a nunca julgarmos uma pessoa baseados em suas roupas ou aparência física, porque todos podem nos ensinar algo e contribuir para o nosso crescimento. Mantenha isso sempre em mente!

Gostou da história? Compartilhe com seus amigos!





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.