Luiz Gasparetto

Estabeleça uma nova disciplina em favor da sua alma, da sua libertação

44443

Toda hora alguém põe o dedo no seu nariz e diz: “faça isso” ou “faça aquilo”. Dê um basta. Pra ser feliz, você deve obedecer só a si mesma.



Você já reparou como enfrentamos diariamente uma tempestade de estímulos, informações e influências? São muitas: “você precisa disso”, “tem de comprar aquilo”, “tem de ler tal livro”, “você deve assistir aquele filme”, “tem de melhorar”, “tem de estar atualizada”, “tem de”.  Se deixar, a sociedade cria inúmeras necessidades pra gente.

Resultado: chega um momento em que as pessoas ficam realmente perdidas num mar de atividades que não representam uma verdadeira conexão com a alma. Sim, porque satisfação só existe quando há um elo com a necessidade verdadeira. A falsa necessidade exige nossos esforços, nos esgota e não recompensa. Sabe o que eu tenho sentido? Que todas as pessoas precisam ter um centro. Caso contrário, o mundo as leva a um caminho que não tem nada a ver com elas.

Então, vamos lá: chegou a hora. Centre-se no silêncio do seu mundo interior. Diga não a tudo que está à sua volta e que não tenha uma conexão direta e profunda com sua alma. Não permita que terceiros façam escolhas por você. Deixe as influências caminharem. Esse é um dos segredos da serenidade. Continue: pergunte, lá no fundo, do que é que você precisa realmente para ser feliz. Confronte-se já.


Sabe aquelas pessoas que comem compulsivamente, engordam e acham que está tudo bem? Pois é, isso denuncia que algo está errado. Isso significa que, nas profundezas da alma, há uma insatisfação, que é fruto de necessidades não atendidas. Amadureça! Assuma as próprias responsabilidades. É você com você. “Ai, estou gorda e viciada”, “Ai, porque a doença da minha filha está acabando comigo”… O que é isso? Você já parou para confrontar o seu eu?

As pessoas vivem em busca de coisas passageiras: lutar pela reputação, por ser chique, por ser bacana, por não poder errar… Mas será que esses sentimentos que surgem dispersam sua energia ou têm a ver com a sua alma, lhe fazem sentir-se bem? Avalie! Vamos dar uma parada hoje. Promova um momento de confronto consigo mesma. Olhe para você.

Estabeleça uma nova disciplina em favor da sua alma, da sua libertação, da sua paz. E não me venha com problema e choradeira, porque isso não resolve nada. Fica na lamentação e não se encara. Fica na culpa e não se encara. Fica no “deveria”. Não, ninguém deve nada.

Todo momento é de restauração. Quando damos um passo em direção ao que a natureza quer de nós, anulamos as atitudes passadas, os desencontros e as perdas. Quando as catástrofes, os desastres ou as doenças vêm até nós, é pra nos mostrar que estamos negligentes, voltados a um mundo fantasioso e negativo, em vez de cultivarmos dentro de nós as sementes da generosidade e do bem. Sim, porque a alma tem necessidade de ser boa. Ela precisa sentir a realização, o amor, a paz. Afinal, esse é o mundo do espírito, o mundo da nossa alma. Definitivamente, pare, sinta e caminhe em direção àquilo que realmente lhe faz bem.


Gasparetto

Dicas de como encontrar um homem certo

Artigo Anterior

Os 13 maiores erros em relacionamentos de todos os tipos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.