Signos

Estes signos confundem paranoia com intuição, não sabem separar os sentimentos!

capa site Estes signos confundem paranoia com intuicao Eles nao sabem separar os sentimentos

Nem todas as pessoas sabem discernir entre as pegadinhas da cabeça e a verdadeira intuição, alguns apenas alimentam certas paranoias.

A nova geração tem alimentado com frequência a ideia da espiritualidade e da reconexão com a natureza. Mas, em muitos momentos, podemos perceber que esse fomento de um novo estilo de vida não necessariamente pretende remover ou tecer críticas em todos os modelos que têm dado errado. Querem conciliar as chamadas good vibes com as mesmas iniciativas econômicas que alimentam a desigualdade social, por exemplo.

Normalmente, todos os indivíduos que usam suas redes sociais para falar abertamente de espiritualidade sem se aprofundar nela, apenas para se tornar atrativa ao público, não sabem acessar a verdadeira intuição e espiritualidade. Deixam que a cabeça, saturada de telas e de ideais de consumo, aprisionem-nos em paranoias que nem sempre são saudáveis, acreditando que devem seguir seus “instintos naturais”.

Essa dificuldade para separar os sentimentos pode ser encontrada em quatro signos específicos, mas obviamente, a depender do mapa astral de cada um, pode ser encontrado em mais indivíduos também. O truque para compreender como é sua personalidade é olhar cada casa de seu mapa e realmente compreender o que cada signo faz ali, como impera e reage aos impulsos do dia a dia.

Vamos ver quais são os signos mais paranoicos? Confira abaixo!

Escorpião

Por serem de água, escorpianos se sentem muito espiritualizados (e, de fato, podem ser mesmo, mas precisam de muito estudo e prática), mas se esquecem de que seus pensamentos sempre voltam aos erros dos outros do passado. Como guardam rancor, não sabem muito bem como deixar os monstros contidos na cabeça, acabam confundindo esses sentimentos com a famosa intuição.

É importante reforçar que a linha que separa a intuição da paranoia é bem tênue, ou seja, de uma hora para outra podemos facilmente alimentar nossos fantasmas, inventando inimigos e jurando que todos nos odeiam. É preciso muita calma e tranquilidade, sabendo fazer os pensamentos paranoicos se calarem quando forem demasiado pesados. Ninguém vive apenas na luz, mas precisamos equilibrar esses momentos com nossas sombras para que nem um nem outro lado seja exacerbado.

Capricórnio

Os capricornianos têm fama de não confiar em quase ninguém, isso porque levam aquilo de “não fui com a cara de fulano” bem a sério. A verdade é que são bem arcaicos e retrógrados em alguns aspectos (mesmo que não gostem de admitir), o que faz com que seus preconceitos falem mais alto em inúmeros momentos, normalmente aqueles em que juram que é a intuição falando.

O único momento em que atuam verdadeiramente com a intuição é quando o assunto é trabalho, por isso lembre-se de olhar para suas relações afetivas e sociais da mesma maneira que encara as pessoais, pode ser um começo para uma mudança mais profunda nas suas paranoias. Na maioria das vezes, ninguém sabe quem você é mesmo, e ninguém quer lhe fazer mal.

Virgem

Consideram-se pessoas muito seletivas, e têm muita dificuldade de confiar rapidamente nas pessoas, chegando a nutrir “ranço” de muitas antes mesmo de conhecê-las verdadeiramente. São indivíduos que se acham muito especiais e precisam de uma prova para confiar nos demais, mas caso isso não aconteça, alimentam pensamentos paranoicos.

O que acreditam ser intuição, tal qual os capricornianos, muitas vezes se revela mais uma necessidade de autoafirmação e atenção do que realmente aquela voz que lhe mostra sinais. Gostam também de ser mártires das decisões dos outros, e ficam espalhando aos quatro ventos que “sabiam desde o início que aquilo daria errado”. O que falta nesses nativos é pouco mais de introspecção, cuidando verdadeiramente do bem-estar pessoal, ao invés de ligar para os outros.

Leão

Como acreditam que todos o invejam, os leoninos ficam sempre com um pé atrás, e acreditam que isso seja pura intuição, então precisam se afastar de certas pessoas. Mas quando passam a confiar em alguém, esquecem-se completamente da intuição e passam por cima até mesmo dos valores pessoais.

Para controlar esses impulsos, basta se recolher um pouco mais na própria existência, alimentando-se de pessoas e coisas que lhe fazem bem e sem se doar demais para quem pouco quer saber de você. Focar no crescimento pessoal pode ser o caminho para voltar a ouvir aquela voz da intuição.

0 %