4min. de leitura

Estou aprendendo a florescer na cura, na palavra da fé, no silêncio no tempo

Estou aprendendo a florescer na cura, na palavra da fé, no silêncio no tempo. Dentro das coisas mais humanas que existem aqui dentro, dentro de cada segundo que espanta minha sensação de tristeza e dor mostrando o colorido do que vem pela frente sem pessimismo ou sem que eu sofra por antecipação.


Estou aprendendo a lidar com aquele tanto de carga que emitem e que envio ao universo como luz que absorve a energia negativa de qualquer coração que queira desestabilizar meu caminho.

O ponto em que cheguei já não me permite ser fiel e cúmplice de pequenos gestos de intriga e banalidades que espreitam a esquina; já me permitem enxergar a aura e o olhar de pensamentos mais sombrios através do que eu acredito que vale a pena refletir e sentir.

Deus tem me oferecido um tempo melhor onde pude realmente descobrir onde caminha minha maturidade espiritual, onde caminha meu amanhecer.

Se alguém espera que eu me faça de vítima, ou que me desespere por qualquer desavença ou distúrbio de paz, engana-se.


A poderosa arma do amor me lembra todos os dias que infinito são os meus sonhos e que não os matarei, pois a vivência é diária e explícita.

O pensamento para hoje é solidificar o conhecimento, multiplicar-me em esperança e não deixar que eu mesma me estranhe tanto só porque o ontem não deu certo ou que hoje as coisas caminham mais devagar.

Tenho certeza de que, nesse exato instante, a minha alma saberá me conduzir, saberá sentir a influência da esfera divina mostrando o que preciso ver internamente.

O alto, as preces, a espera, por vezes silenciosa, sem que ninguém precise saber onde estou e nem para onde vou, demarcam um território invisível, mas que me compete cuidado e atenção.


Há pessoas maldosas que se infiltram se mostrando solícitas, há pessoas que invejam qualquer pequena conquista. Mas há uma força absoluta que vem na medida certa, que vem para proteger e amparar o coração de quem não se mistura ao mal de quem apenas se sente desejoso de vencer os próprios medos se reencontrando muitas vezes com aquilo que ficou esquecido por dentro.

Estou aprendendo a não dar ouvidos, a dar mais de mim, por mim.

Muitas coisas podem se misturar, muitas coisas podem acontecer dentro do Tempo Dele. Estou por vezes desatenta, por vezes mais serena, por vezes deixando acontecer.

Só que agora estou vivendo dentro do meu momento. Aqui não existem portas ou janelas.

Estou me perdoando, filtrando minhas emoções. Estou longe da vaidade e do orgulho, longe das falsas expectativas.

O que é certo é que estou aprendendo com tudo que atravessei. Fica a dica para quem quer viver mais feliz.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: anima21 / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.