ColunistasComportamento

Estratégias para desacelerar a mente:

Estratégias para desacelerar a mente

Desacelerando a mente…



O primeiro recurso é a importância de escrever listas.

Por meio de diálogos e estudos intensivos, descobri que a mente fica quieta enquanto se sente respeitada. Assim, o primeiro recurso essencial para aquietar a mente funciona, por exemplo, num momento em que você está vendo televisão e não quer pensar em nada, mas a mente vem com três pensamentos ‘urgentes’ a serem realizados no dia seguinte. Tenha um bloco pequeno de anotações para escrevê-los como prioridades do próximo dia.

Garanto que a mente vai ter prazer em se aquietar se os ‘pensamentos urgentes’ estiverem na “lista do dia seguinte”.



O segundo recurso é reservar uma parte do caderninho para momentos em que você quer parar de pensar em alguma coisa que está em processo.

Nesse caso, basta escrever uma afirmação do tipo: “Só vou pensar nisso na sexta-feira à tarde”. Mesmo que a preocupação seja grande, quando a mente sabe que suas prioridades estão sendo respeitadas, ela se aquieta e respeita a afirmação. Mas uma coisa é essencial: se a sua mente trouxer a questão à tona depois de definir esse prazo limite, você precisa pensar no assunto ou criar outro prazo limite: não procrastine tanto.

O ato físico de escrever a afirmação cria na mente uma forte impressão de que você trata com seriedade os pensamentos e tem um sistema elaborado e de base, para cuidar de suas necessidades e das necessidades de sua mente. Ela vai cooperar, diminuindo a carga de formulações mentais, enquanto se sente integrada ao plano e ao processo total de sua vida.



O terceiro recurso é útil para momentos em que você não tem caneta e papel à mão.

Você pode estar fazendo alguma coisa na rua, dirigindo o carro, meditando ou acordar bem no meio da noite. Esse recurso que descobri consiste numa lista mental de números, começando mesmo pelo número um.

Cada número corresponde a uma prioridade da mente: coisas a fazer ou a serem consideradas.


Às vezes eu faço uma lista de dez a quinze números que correspondem aos assuntos que vou tratar assim que me sentar à minha mesa no home office. Por exemplo: no meio da noite eu me levanto para beber água e minha mente começa a pensar em alguma coisa muito importante que eu preciso fazer. Se continuar pensando insistentemente, vou perder o sono e ficar acordado por algumas horas. Descobri que dar um número à prioridade da mente é como escrevê-lo na “lista do dia seguinte”: a mente fica satisfeita porque sua prioridade está sendo respeitada e eu levo pouco tempo para colocá-la na lista e não pensar mais nela pelo menos naquele momento

A mente da maioria dos ocidentais nunca para de pensar. Isso nos tira a paz interior, provoca insônia, dores de cabeça, stress e até perturbação emocional. Pensar demais acaba afetando os órgãos físicos. Pensar conscientemente e planejar sem parar aumenta o fluxo de energia no fígado e no pâncreas. O fígado é conhecido, metafisicamente, como o órgão do planejamento. Muitas pessoas têm problemas digestivos porque pensam demais, abusando da energia do terceiro e do sexto chakras”. – Joshua David Stone

Baseado no livro: Como se livrar de pensamentos e sentimentos decorrentes do medo – Dr. Joshua David Stone


Como melhorar suas decisões e alcançar mais resultados:

Artigo Anterior

O poder do não pode mudar tudo na vida da criança!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.