Pessoas inspiradoras

Estudante mineira cria garrafa que transforma qualquer água em potável. “Cabe na palma da mão”

Capa Estudante mineira cria garrafa que transforma qualquer agua em potavel ‘Cabe na palma da mao

A invenção foi produzida para um concurso de uma marca, buscando soluções sustentáveis



Na universidade, jovens das mais diversas vivências têm a oportunidade de interagir e produzir conhecimento juntos, com o auxílio dos professores e de toda a comunidade acadêmica que os rodeia.

Mas engana-se quem pensa que essa fase da vida – e tudo que é produzido nela – deva ficar guardado e não ser usado depois da graduação. A melhor produção acadêmica é aquela que ultrapassa os muros da universidade e pode ser usada por grande parte da sociedade! Afinal, se várias mentes, cheias de criatividade e saber, se reúnem em um só lugar por anos, o resultado deve ser algo que solucione ao menos um problema observado pelos alunos e professores em suas trajetórias.

Iniciativas que ultrapassam o lugar-comum, que saem do ambiente muitas vezes excludente da academia, é um passo crucial para que a universidade seja cada vez mais uma parte integrada à vida de todos, acadêmicos ou não!


Conheça Bárbara Gosziniak Paiva, uma estudante universitária mineira que realizou um feito científico incrível: ela criou uma garrafa que torna qualquer água potável, ou seja, adequada para beber!

2 Estudante mineira cria garrafa que transforma qualquer agua em potavel ‘Cabe na palma da mao

Reprodução Instagram / @team.aqualux

A invenção de Bárbara, que é mestranda do Programa de Engenharia de Materiais Redemat da Universidade Federal de Ouro Preto, foi resultado de um concurso promovido pela marca Red Bull, que promove o Red Bull Basement, um programa universitário mundial que ajuda a capacitar graduandos com ideias inovadoras, usando a tecnologia para promover mudanças sustentáveis. Em sua quarta edição, com mais de 400 inscrições apenas de equipes brasileiras, uma das célebres finalistas foi a garrafa de Bárbara e seus feitos.

Com o objetivo de democratizar a água potável para pessoas que não têm acesso a saneamento básico, a estudante da Universidade Federal de Ouro Preto desenvolveu a Aqualux, uma garrafa para esterilização de água por radiação, com filtro à luz solar, que torna qualquer água potável, e o melhor: cabe na palma da mão e pode ser levado para qualquer lugar.


A estudante disse que a garrafa pode ser usada também por esportistas e pessoas que praticam atividades ao ar livre, como campistas, pois a garrafa consegue conservar a água de maneira mais simples, segura e eficiente.

Conforme informações do portal focado em tecnologia, inovação e sustentabilidade, Ciclo Vico, Bárbara contou que a ideia do projeto surgiu do tema de seu mestrado, que se aprofunda sobre a esterilização de parasitas via radiação, logo ela pensou em aplicar isso para ajudar as pessoas de forma simples e viável.

A estudante diz que a oportunidade de ser a campeã nacional tem sido incrível para o seu projeto, porque além de auxiliar no desenvolvimento, ajuda a acelerar o processo e aumentar a visibilidade do seu projeto. Para conquistar a vaga de finalista, Bárbara teve uma longa trajetória na competição, desde uma avaliação da comunidade local nos meses de setembro e outubro de 2021, que foi levada em conta para a decisão final do painel de jurados, até a seleção dos dez projetos finalistas.

Em dezembro de 2021, os vencedores dos mais de 30 países participantes embarcarão rumo a Istambul, na Turquia, para a final mundial do programa, e a mineira representará o Brasil, com muito orgulho, diz ela.


A escolha da área do projeto de Bárbara é relevante para a população em geral.

Conforme disse Tallis Gomes, fundador da Easy Taxi e da plataforma de educação Gestão 4.0, um dos jurados do concurso e que validou o projeto da universitária, apenas no Brasil, o número de pessoas sem acesso à água potável é de 35 milhões de indivíduos, demonstrando um grande potencial de impacto.

Seu produto inovador agrega valor para a sociedade, por isso é preciso estruturá-lo como um negócio para facilitar e aprimorar a vida de cada vez mais pessoas, comentou Tallis.


Estes 2 signos vivem mendigando amor. Não sabem se dar o respeito!

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.