publicidade

Eu ainda acredito no amor…

Dizem que a esperança é a última que morre. A minha ainda não morreu, apesar de respirar com ajuda de aparelhos. Sei lá, depois de tantas decepções, choro, mágoa e um coração pisoteado, fica difícil criar esperanças em relação ao amor. É. Aquele amor doce, cheio de carinhos, mãos dadas, planos, casamento, filhos, cachorro, casa na praia e toda essa história que a gente já sabe, inclusive os problemas que vêm junto com ela e as imperfeições do dia a dia.



Se precisar eu grito, mas olha, eu ainda acredito sim no amor. Acredito que hora ou outra “o” cara da minha vida vai aparecer e vamos sim ser felizes e quero sim que dure para sempre. A menina da vida cor de rosa. Até posso ser, mas ter um relacionamento esperando que ele acabe é loucura. O amor vira amizade e na velhice o que a gente mais precisa é de amigo, cia e parceria. Quero casar com a certeza que é ele o velhinho que eu quero ter na minha vida.

EU AINDA ACREDITO NO AMOR FOTO DE CAPA E DE DENTRO

Para muitos, esse meu desejo de amor, família, casa de praia e cachorros, pode ser utópica. Mas sinceramente, não ligo para o que pensam, eu quero e vou ter esse ninho de amor que tanto sonhei e planejei com as minhas bonecas. O maridão vai ser um gato, o João, o Benício e a Julia vão vir ao mundo com muita saúde e eu vou ser uma mãe babona.


Adoro a minha vida de solteira, essa coisa do ir e vir sem satisfação, das festas, de beber, viajar, aproveitar os amigos e família sem ter que dividir a atenção com mais ninguém. Mas olha, eu quero envelhecer com alguém do meu lado, não com a sensação de que aproveitei tanto a vida e acabei na solidão. Formar um ninho para chamar de seu é tão importante quanto aproveitar a vida até a última gota.

Passamos por tantas coisas, as pessoas nos decepcionam, a amiga não era tão amiga assim, o cara legal se tornou um babaca, teve choro, mágoa, raiva, desejo de vingança, traição, enfim, a vida teve tudo aquilo que era direito para seu aprendizado, certo? Pelo sim ou pelo não, independente do caminho que trilhou, eu te peço, acredite no amor, no ninho, no envelhecer do lado de alguém.

Estamos tão preocupados com o futuro, que não aproveitamos o presente. Vivemos tanto o presente, que esquecemos que é ele que nos leva até o futuro. Um tanto quanto perdidos, não? Talvez o segredo seja viver o presente de uma maneira que ele te leve até o futuro que tanto deseja.


Eu sei que não é fácil, e nem nunca vai ser. Também sei que relacionamento não é simples, mas é dois e já dizia minha avó, se quando um não quer, dois não brigam… Imagina então quando os dois querem amor?! Pois é, não é ilusão. A vida toma o rumo certo, o cara que você tanto espera aparece e depois disso, você pode me contar. Mas garanto que vai ser muito mais feliz do que imagina.

Crie ninho e abrigo. Dê a mão para a esperança, e quando realmente encontrar aquele cara que você queira envelhecer junto, faça de tudo para ficarem juntos. O mesmo vale para os meninos. Amem o máximo que puderem, pelos meios que puderem, mas não desistam do amor.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.