O SegredoReflexãoRelacionamentos

Eu amo as pessoas que me olham com os olhos e me enxergam com o coração

eu amo as pessoas que me olham com os olhos

Eu gosto das pessoas simples, transparentes, pessoas que são capazes de dar um verdadeiro reflexo do que são, e por sua vez, permitem que você seja a si mesmo em todos os momentos. Sem dúvida não é pedir demais, e, portanto, antes de encontrarmos pessoas reais, devemos também estar preocupados com nós mesmos. Não é apropriado esperar que nos ofereçam sem antes termos oferecido.



“As personalidades que vivem a vida a partir do coração são aquelas que não ocupam espaço, são hábeis construtoras de pontes. Também não preenchem as lacunas, porque são as arquitetas das emoções mais intactas, da humildade mais autêntica.”

Se em seu cotidiano você conhece alguém que enriquece a vida de qualquer forma: através do conhecimento, o apoio diário ou cumplicidade que não pode ser explicada com palavras, não deixe-o ir.

Não é fácil encontrar pessoas que realmente se conectam com nossa essência, e por sua vez, nos facilitam a vida, sem pedirem nada em troca. Elas devem ser cuidadas como os melhores tesouros, o bem mais precioso, porque quem vive uma vida a partir do coração, só pode oferecer honestidade e reciprocidade.


Habitantes do coração, artesãos da integridade e empatia

Levar uma vida inteiramente a partir do coração não é fácil. Exige primeiro ter percorrido um longo caminho interior para adquirir auto-conhecimento adequado. Só então aceitamos os outros como a nós mesmos.

“Quem não aceita a si mesmo, carrega frustrações e inseguranças em seu interior. Uma alma habitada por muitos vazios não resolvidos só é capaz de ver nos outros suas próprias deficiências, suas próprias falhas.”

Como você pode imaginar, não é fácil oferecer essa abertura, essa sinceridade na qual nos deixamos envolver, recebendo o olhar de alguém que sabe como nos servir, que entende a linguagem da compreensão e pequenos detalhes. Agora, que características estão implícitas nestas figuras?


  • Alguns pensam que as pessoas sinceras e genuínas “vêm de fábrica”, nascem com a própria luz.
  • Na verdade, muitas têm percorreram um longo caminho na vida, no qual aprenderam a olhar seu interior, crescer, amadurecer em emoções, sabedoria e entendimento.
  • A base de quem sabe viver a partir do coração é aquele que sabe como mostrar empatia.

  • A empatia é a melhor homenagem que nosso cérebro social nos ofereceu.

Quem é capaz de oferecer essa abertura tão íntegra, onde o olhar não serve apenas a um rosto, mas pode ler além do pacote físico, também é capaz de se sentir em si mesmo o que sofremos, o que vivemos.

Este tipo de “conexões” tão excepcionais aparecem raramente. Agora, assim como é possível que você tenha uma ou duas pessoas com estas características em seu círculo social, você também pode uma: alguém que vive a vida com o coração.



Viver a vida a partir do coração é sentir as feridas do mundo

Às vezes é mais fácil viver uma vida com uma venda nos olhos e um coração cheio de remendos, evitando sentir, em vez de proteger seus sentimentos dolorosos. De alguma forma, seria como seguir a famosa premissa “não sentir para não sofrer.”

“Mas, na realidade, você vai sempre encontrar mais autenticidade nas pessoas que seguem seu caminho com pés seguros e sorrindo para o mundo com força e coragem, não importa que tenha quebrado os ossos de seu espírito.”


Poderíamos dizer que o verdadeiro conhecimento encontra-se com aqueles que sofreram em algum momento de suas vidas, e foram capazes de agir com resiliência tendo um aprendizado, sabendo como ser mais fortes.       Porém, essa força interior não significa somos invulneráveis ​​a dor dos outros.

  • Quem viveu um acontecimento doloroso, seja ele uma perda, uma decepção ou qualquer evento traumático é mais sensível para as feridas do mundo, às emoções dos outros.
  • Seus olhos são mais sábios e hábeis quando se trata de intuir, perceber, notar algumas preocupações em nós mesmos.

  • Se este for o seu caso, se você é uma daquelas pessoas acostumadas a sentir a dor dos outros em alta intensidade, tem empatia com que o rodeia, você sabe que o dia pode não ser tão fácil como muitos pensam.

A vida a partir do coração é mais forte, mais pura e mais nobre, mas às vezes dói. Não é sua tarefa salvar o mundo, não é sua obrigação curar mais corações do que o seu …

Mas não podemos esquecer que, às vezes, não há melhor bálsamo que se sentir ouvido, cuidado e compreendido. Se, como se costuma dizer, o universo sempre começa em nós mesmos, a melhor maneira de oferecer amor começa pela compreensão. Vale a pena.


 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa


Descubra o signo do seu pet!

Artigo Anterior

Eu só sei que é preciso paixão

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.