Eu aprendi a não ter medo de dizer “não” e a me colocar em primeiro lugar!

Estou trabalhando mais em mim e aprendendo a ser inteira, da maneira que sou.

Minha liberdade é meu maior tesouro e ser livre não é uma opção, mas uma necessidade.

Mas a liberdade a que me refiro, é aquela de ser quem eu sou, sem medo do que os outros vão pensar, é viver e fazer da maneira que mais me parecer cabível e não ter que dar explicações das minhas decisões.

A minha única justificativa sempre vai ser, ‘fiz porque que me fez feliz’, e isso já deve bastar.

Viver nosso livre arbítrio sem interferir ou prejudicar a vida dos outros, é isso!

Estou trabalhando em ser mais paciente e tolerante comigo, em aceitar minhas imperfeições, manifestar, provocar e usufruir da minha própria Felicidade, sem que ela dependa de coisas ou de alguém.

Estou aprendendo a errar, falhar e cair graciosamente, a tratar das feridas com carinho, mas sem medo das cicatrizes que elas possam deixar.

Na verdade, é isso, eu aprendi a não ter medo de dizer não e de me colocar em primeiro lugar.

Sem dramas, sem agressividade, sem pudores.

Menos ‘tipo’ , menos joguinhos mentais, menos blá blá blá e mais verdade nua crua, tipo tapa na cara, para quem vive dormindo no ponto de ônibus da vida.

Se está com saudade, liga, manda mensagem, fala. Se está com vontade, faça e não se arrependa, porque, se não for benção, é sempre lição.

Fale sobre o que você sente sim, porque tanto medo, tanta vergonha?

Se não for correspondido, tudo bem, não é o fim do mundo, amanhã tem mais; tem
tem mais vida, mais amores, outras chances, e você, vai deixar de viver tudo isso, por causa de orgulho bobo?

Não perca seu tempo vivendo só por viver, afinal que grande desperdício isso seria, não?

Trabalhe em si também, vamos aprender mais sobre quem somos de verdade.

E vamos ser, a cada dia, mais felizes!

__________

Direitos autorais da imagem de capa: tharakorn / 123RF Imagens



Deixe seu comentário