5min. de leitura

Eu estava bem sozinha, então, você apareceu…

Até que você me encontrou…

Aprendi a viver minha vida sozinha. Eu adorava. Eu gostava da ideia de não me importar.


Sair para ver os últimos filmes … Sentar em uma mesa nos meus restaurantes favoritos … Passear nos shoppings … Rir de pequenas coisas … Chorar por coisas bobas …

Mas conseguia viver sozinha. Viajava para os lugares que queria conhecer. Comecei a procurar meu próprio lugar. Eu fiz planos para mim.

Eu li livros. Escrevi artigos. Pratiquei fotografia. Estudei a linguagem de programação que mais odiava na faculdade.


Eu vi, com meus próprios olhos, como o mundo exterior era colorido. Eu aprendi, sozinha, que o sol se põe hoje e nasce amanhã para um novo começo. Eu comecei a apenas flutuar através das minhas emoções.

Eu disse a mim mesma que a dor que eu sentia era um lembrete de que ainda era humana, que ainda estava viva, por isso eu tinha que viver.


Encontrei razões para viver de novo, para me sentir viva novamente. Eu me lembrei que não há problema em chorar, mas que tinha que sorrir novamente. Eu me permitia sentir dor, me machucar, crescer e aprender.

Eu estava solteira, mas não estava sozinha.

Durante meses, era nisso que eu acreditava. E isso se tornou minha realidade.

Até que você me encontrou.

Éramos dois amigos que ficaram ocupados em seus próprios mundos e perderam contato. Foi como se estivéssemos apenas no lugar certo no momento certo.

Você me mostrou que o mundo era ainda mais colorido quando olhávamos juntos.

Você assistiu o sol se pôr comigo enquanto segurava minha mão.

Você me deixa dormir em seu peito para acordar e ver a luz do sol refletindo em seu rosto. Você compartilhou seu mundo comigo, e eu compartilhei o meu com você.

Você leu os artigos que eu escrevi. Você me deu livros para adicionar à minha lista de leitura.

Eu esqueci das viagens sozinha; você disse que queria ser meu parceiro de viagem. Comecei a gostar do seu gosto para comida; você comeu comigo em meus restaurantes favoritos.

Nós rimos de nossas próprias piadas bobas. Você me mostrou um mundo totalmente diferente, um mundo muito melhor do aquele em que eu estava vivendo.

Antes de você, eu pensei que nunca mais amaria.

Antes de você, eu construí uma parede ao redor do meu coração que ninguém podia quebrar.

Antes de você, eu amava a ideia de estar sozinha.

Antes de você, eu estava totalmente bem.

Mas depois, você veio … Eu não estava esperando por você. Eu não estava esperando nada de você. Mas você ainda veio.

Só para me deixar pensativa…

Com perguntas que eu sei que nunca vou conseguir as respostas.

Com memórias que só trarão lágrimas aos meus olhos.

Com planos futuros que eu possa ter que jogar fora.

Com a dor de não saber onde eu errei.

Com o arrependimento de permitir que você entre na minha vida.

Com o ressentimento em relação a você por quebrar meu coração, sabendo o que eu tinha passado.

Apesar de tudo isso, eu ainda espero que você sinta a minha falta.

Eu ainda desejo que você acorde um dia percebendo que ainda me ama, ou talvez, que me amará novamente. Eu ainda quero você na minha vida. Quero que volte.

Vou esperar por você, não importa quanto tempo vai demorar.

Vou esperar por você o máximo que puder. Eu ainda quero outra chance para lembrá-lo de como nós estávamos felizes. Para lembrá-lo de todas as razões pelas quais ficamos juntos em primeiro lugar.

Mas se você tem certeza de que é isso que realmente quer, eu lhe darei espaço para encontrar a si mesmo. Eu vou ter tempo para me encontrar também. Pode ser difícil para mim, mas vou tentar não pensar em você… Parar de incomodá-lo.

Se um dia você acordar sentindo minha falta, me ligue e eu vou voltar para você.

Eu não quero acreditar que este é o fim. Eu ainda rezo para que um dia nos encontremos novamente, para talvez reavivar chamas antigas … Para nos dar outra chance. Talvez nós nos encontremos novamente algum dia.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Thought Catalog





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.