Amor-PróprioFelicidadeO Segredo

Eu gosto do meu modo de ser: não preciso que todos gostem de mim

Minha personalidade é real e não preciso fingir ser o que não sou para agradar a todos. Enquanto eu praticar o valor da dignidade pessoal, não sou escravo de ninguém, e não preciso da aprovação dos outros para ser feliz.



É vital que cheguemos a esta conclusão o mais rapidamente possível em nosso ciclo de vida. É um aspecto que todo adolescente deveria adotar, e que todos devem praticar para atingir um equilíbrio interior adequado e bem-estar emocional.

“Eu não sou como você espera que eu seja, aceite-me pelo o que me define, pela minha personalidade, por minha maneira de fazê-lo feliz: vamos construir um mundo onde nem você e nem eu deixemos de ser “você e eu”.”

Sabemos que nem sempre é fácil agir desta forma. Dentro de nós, sentimos que se não agradarmos a todos não seremos aceitos. No entanto, não é necessário gostar: basta apenas respeitar.


Você sente a necessidade de agradar a família do seu parceiro, de se dar bem com os seus amigos, de se encaixar com todos os colegas de trabalho e pessoas que fazem parte do seu círculo social. Agora, a primeira coisa que todos devemos ter em mente é que é impossível agradar a todos. Cada pessoa é única, todos nós temos nossas formas de ver o mundo, de viver a vida.

Se você não gosta de mim, pelo menos me aceite, me respeite. O mais provável é que exista algum aspecto de mim que nos una, o mais provável é que apesar de nossas diferenças, nós nos enriqueçamos de alguma forma. E se isso não acontecer, não tem problema. O essencial é que aceitemos a nós mesmos: o amor-próprio é uma relação que deve durar uma vida.


Eu sou eu, e me aceito em minha forma de ser: Eu sou um presente


Mujeres-en-bici

Você é um presente para si mesmo, e ninguém pode dizer o contrário. Só você sabe o que tem vivido, o que já superou, sua personalidade é a janela que lhe permite ver o mundo com toda a sua intensidade, em liberdade e integridade.

“Eu sou como sou, não pretendo ser uma versão de outra pessoa ou um fantoche guiado por fios alheios: Eu tenho voz, coração e sei o que mereço nesta vida para ser feliz.”

Nosso modo de ser não é definido apenas ao dizermos que somos extrovertidos, tímidos ou introvertidos. É algo cheio de nuances onde existem experiências, pensamentos e aprendizagens vitais. São falhas e feridas, mas também são triunfos e vitórias carregados de felicidade.


O mau ensina e o bom orienta, cada experiência constrói a nossa maneira de ser, onde também se integram estilos educacionais, valores que assumimos ou renunciamos, e a essência de cada pessoa que passa por nossas vidas.

  • Sua personalidade é a energia que te empurra e que deve colocar barreiras ao que você não quer em sua vida, o que não te define.
  • As pessoas que tentam se encaixar com todo mundo precisam principalmente de aprovação. É assim que elas se sentem integradas, mas se nós apenas buscarmos aprovação, um dia deixaremos de ser nós mesmos.

  • O psicólogo e autor Wayne Dyer diz que 50% das pessoas com as quais nos encontramos todos os dias possivelmente vão contra os nossos pontos de vista. Se alguma vez você encontrar alguém que não gosta do que você diz ou faz, não se preocupe: existe outros 50% que te apoiam.
  • Quando somos jovens nos educam sobre a necessidade de agradar a todos: sorriso, um aperto de mão, sentar-se direito, não faça isso, não faça aquilo … Passamos uma boa parte de nossas vidas “buscando aprovação”, até que um dia, de repente, percebemos que é impossível agradar a todos.


Tentar agradar a todos te fará infeliz

mujer-con-bufanda-roja-disfrutando-de-su-forma-de-ser

O budismo já nos dizia desde a antiguidade: se você insistir em agradar a todo mundo tudo o que encontrará é sofrimento e infelicidade. Não vale a pena, você não precisa se adequar àqueles que têm o coração egoísta, que não te reconhecem, a quem falta a nobreza e que simplesmente não se encaixa com a sua visão do mundo.

“Eu sou uma parte de tudo o que encontrei no meu caminho, a minha maneira de ser é a minha essência e minha identidade. Me custou muito chegar onde estou e não posso me dar ao luxo de fingir ser o que não sou apenas para fazer você feliz.”


Se pensarmos bem, nada poderia trazer mais sofrimento e estresse emocional do que tentar agradar a todos. No entanto, sabemos também que “não gostar” pode nos causar críticas e reprovações.

  • Entenda que as críticas que te fazem estão mais relacionadas a quem as profere do que a você. Não te definem, é às vezes não são mais do que um reflexo da frustração daqueles que te criticam.
  • Não é saudável viver a vida de acordo com as opiniões dos outros: você vai se tornar um escravo do mundo em vez de ser o mestre de seu coração.

“A vida é diversidade, e as pessoas têm tantas nuances que vale a pena ser original, autêntico e sempre manter a dignidade adequada. Ame-se por quem você é, queira-se por quem você é.”

hombre-paseando-con-su-perro-disfrutando-de-su-forma-de-ser

_____________


Traduzido pela equipe de O Segredo

Texto Origial em espanhol de Valeria Sabater – Via: La Mente es Maravillosa

20 verdades sobre a vida que você não aprende na escola

Artigo Anterior

Foi sem o teu amor que eu aprendi a me amar

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.