publicidade

Eu me apaixonei…

“Canetei seu sorriso numa linha e a folha toda se apaixonou… Tudo isso começou na saída do meu trabalho, quando sofri um acidente que mudou minha vida. Eu… bati… meus… olhos… em você… “.

Se pudéssemos controlar nossos sentimentos, você evitaria apaixonar-se por um outro alguém? Não precisa responder isso agora, vamos apenas refletir sobre o que é paixão e qual é a importância dela em nossas vidas.



A grande verdade é: quem somos nós para definir algo que nem temos tanta certeza o que é? Mas sentimos tanto quando sentimos, que nos faz deduzir que paixão é, tudo aquilo que faz o tempo parar, ao mesmo tempo que faz nosso coração acelerar, e nossa sensatez sumir dentro do espaço tempo que é estar apaixonado.

Talvez, esta definição de paixão seja um pouco poética, ou até mesmo fantasiosa, mas a paixão é justamente isso. É romantizar o pote de feijão, imaginando sorvete dentro dele. É tirar o fôlego sem sufocar, e acima de tudo… mostrar que estamos vivos!

Sim,  apaixonar-se é nada mais que existir, beliscar-se e ver que estamos ali, naquela situação, mesmo que não correspondidos, muitas vezes. Mesmo assim, saber que temos a capacidade de sentir algo que, talvez, esteja além da nossa compreensão, é simplesmente sensacional!

Faz-nos “ sair da caixinha “, até porque, quando nos apaixonamos, nem sabemos mais o que é caixa e o que não é, não é mesmo?

E apaixonar-se não é somente um evento que surge no contato com o novo, com o nunca visto, mas também com o inédito! Muitos casais se apaixonam com frequência, pois sempre são pegos contemplando a originalidade no outro. O fenômeno do inédito, seria como descobrir todos os dias que aquela flor no seu jardim, floresce a cada primavera que passa, que seu aroma se espalha e que até, sobretudo, nasçam frutos. Exemplos como o amor, o carinho, o respeito, entre outros atributos, muitas vezes traduzidos na semelhança do sorriso dela em seus filhos.


No meio de todo esse universo de sensações, a única certeza que podemos ter é, que assim como o Sol está oposto à Lua, nós estamos para a paixão. Pois mesmo o Sol estando tão distante da Lua, o eclipse, inevitavelmente, acontece, talvez uma vez por mês, por ano, ou até mesmo na vida.

Este fenômeno vai acontecer, e quando acontecer, receba-o de braços abertos, pois, apaixonar-se é ressuscitar o eu em você.


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.