EU ME FIZ DE DIFÍCIL E ACABEI PERDENDO…



Eu sei que muita gente vai colocar sua opinião sobre esse assunto, alguns concordando comigo, outros abismados com minha capacidade de pensar de tal maneira… enfim! A questão que abordarei hoje neste post é se você se fazer de difícil vale a pena.

Bom, lembro eu, lá nos primórdios quando eu era uma adolescente de cabelos enrolados e cara zero de maquiagem, quando me deparei com meu primeiro amor e ouvi as palavras da minha irmã mais velha dizendo:

” Seja difícil! Seja muito difícil porque homem nenhum gosta de mulher fácil!”

Ok. Dia seguinte, lá fui eu ser difícil pra não ser tola, achando que a receita da minha irmã era infalível.

eu-me-fiz-de-dificil-e-acabei-perdendo-capa-e-dentro

Eu saí de um ser humano normal pra virar um mostro para aquele jovem que eu era tão apaixonada e que, te confesso que hoje eu vejo, também era apaixonado por mim. Mas a tonta, vazando imaturidade pelos poros ao invés de conseguir fazer a diferença como pensava, conseguiu foi afastar a criatura que quis a adolescência inteira e ainda bons anos depois. Confesso sim! Confesso que passei longos anos me perguntando se a minha atitude havia sido a mais correta.

Olha, não quero dizer com essa historinha do meu passado esquisito que ser difícil não dá certo! Nada disso, não me entenda mal. Quero dizer que eu exagerei na dose.

Quem é que gosta daquilo que é muito fácil de alcançar, han? Você pode até me dizer que sim, mas vai concordar comigo que em menos de duas semanas mudou de ideia e de alvo. Acertei?

Quando se conquista algo sem muito esforço a tendência natural das pessoas é não saber valorizar. Isso! Infelizmente não valorizamos aquilo que conquistamos de modo fácil, da mesma forma, se você for fácil demais de ser conquistado (ou apanhado), certamente será na mesma velocidade descartado.



Então, o que fazer? O título desse post diz que acabei perdendo ao me fazer de difícil e agora alguém vem e me diz que tenho de ser difícil?

Exato. Mas tudo na medida, está aí o segredo. Por experiência própria, diante da inocência da juventude, eu exagerei e perdi. Outras tantas vezes repeti a mesma burrada (sem a desculpa da idade porque eu já era macaca velha) e acabei sobrando. Isso, sobrei! Perdi o cara que eu queria porque eu quis fazer a diferença e infelizmente eu não soube dosar os ingredientes. Acabei errando na receita. Já tive homens que também erraram na receita comigo. Quiseram fazer tipo, pra impressionar, sendo dificílimos e eu acabei esquecendo. Como assim? Normal, tipo, cansei. A pessoa faz tanto cú doce que no início a gente até acha bonitinho. Atiça nossa curiosidade, nosso instinto de caçadores e vira um jogo de-li-ci-o-so!!! Daí a pessoa não entende as medidas (aquilo que eu falei lá em cima) e exagera na proporção de “dificulidade”. Resultado: Cansa. Enche o saco. A gente parte pra outra.

Já vivi situações em que o homem que eu era incrivelmente apaixonada, depois de ser esquecido por tanto se fazer de difícil, volta a mim, anos depois, dizendo que sempre me amou e que tudo que havia feito era para ver se eu me apaixonava por ele do mesmo jeito. Mas eu já era afim dele, meu Deus do céu! O que há na cabeça desses caras? Santo Deus!
Sabe o que aconteceu? Eu simplesmente não gostava dele mais. Eu me dei conta que o havia esquecido completamente, que havia encontrado outro cara que me fazia feliz e que não me fez perder tanto tempo…

eu-me-fiz-de-dificil-e-acabei-perdendo-foto-02

Entendeu o que eu quis dizer?

É uma delícia ser difícil, fazer tipo, jogo, tudo isso faz parte da sedução! Quanto mais demorado são os preparativos mais gostoso será a refeição. No entanto, se demorar demais, mas muito mesmo, o outro com certeza perde o apetite, né colega? O mundo tem gente passando em bandejas a todo momento!

A dica de sedução é: EQUILÍBRIO. Saiba dosar para não perder. Saiba ler nos olhos, nos gestos do outro se aquilo está dando certo ou não, se você deve enrolar mais um pouco ou já se dar de uma vez! Só não vai pensando que o outro terá toda a paciência ou a persistência para insistir em você se estiver se fechando demais, dificultando demais as coisas. Nem Santo aguenta, meu bem, quanto mais um “serumaninho”!

Saiba usar essa ferramenta mágica ao seu favor! 😉






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.