Eu me perdoo

Eu sei que não te valorizo como deveria. Não te trato com a gentileza a qual você merece mais do que qualquer outra pessoa.

Quando te encaro, dou muito mais atenção para os defeitos – que parecem sempre se multiplicar – do que para as qualidades. Cobro muito, e sei que isso não é justo. Eu conheço seu potencial, mas, às vezes, não consigo descobrir como fazer para demonstrá-lo. Temo que não seja o suficiente, e acredito que, para ser, precisa mudar muitas coisas. Precisa melhorar muito. Admito que, às vezes, esqueço de todos os momentos em que me salvou, em que reuniu forças e me fez levantar.

Esqueço – mais vezes do que deveria – de tudo que fez e faz por nós. Esqueço que acredita em mim mais do que qualquer outra pessoa. Que esteve comigo em todos os momentos e me permitiu seguir meus impulsos, mesmo que fosse o errado a se fazer. Que esse coração sempre me ditou os próximos passos, e nunca errou. Eu te fiz pensar que era digna de qualquer coisa, menos de admiração.

Eu te fiz pensar que todos eram melhores do que você. E, ainda assim, continuou aqui, resistindo, seguindo em frente, insistindo em mim, até quando eu não merecia. 

Eu não te acho mais insuficiente. Agora eu reconheço seus esforços, agradeço por eles. Sei o quanto é engraçada e o quanto queria ter mais coragem de compartilhar suas piadas internas com os outros. Queria que já tivesse se livrado de todas as inseguranças quanto a expor quem realmente é. Mas, ao menos, um bom caminho já foi andando. Entendi que não há como viver em guerra comigo mesma. Que um dia a bandeira de paz precisa ser hasteada.

Embora ainda tenhamos alguns conflitos, nós já evoluímos muito. Eu aprendi a te (me) aceitar. Aprendi a te (me) admirar, mesmo que de uma forma meio torta, mesmo que não seja tão evidente, mesmo que, às vezes, ainda te (me) faça duvidar.

No fim, é você (sou eu) quem merece todo meu amor. Essa sou eu, perdoando a mim mesma.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: ilijaa / 123RF Imagens



Deixe seu comentário