Comportamento

“Eu não quero voltar”: vídeo polêmico mostra jovem assediando ex na rua para retomar relação

A cena bastante polêmica foi compartilhada nas redes sociais. Assista!



O término de relacionamento faz parte da vida. Nem sempre damos certo com as pessoas com as quais nos relacionamos, e precisamos encerrar alguns ciclos para que possamos amadurecer, nos conhecer melhor e, eventualmente, encontrar alguém que valha a pena ter ao lado.

Muitas vezes, o término acontece de forma tranquila, com ambas as pessoas se respeitando e mantendo a amizade. No entanto, em outros casos, as coisas podem se tornar muito complicadas, especialmente quando um dos envolvidos não aceita o fim da união e busca maneiras de tentar convencer a outra pessoa a mudar de ideia.

Se você já passou por um término difícil, sabe muito bem como pode ser difícil lidar com o apego emocional da outra pessoa, que tenta impedi-lo de seguir a própria vida e ultrapassa todos os limites. Ela nos persegue física e emocionalmente, rompe todos os limites que estabelecemos e não nos permite seguir nossas vidas, seja sozinhos ou ao lado de outro alguém.


Esse é o caso de um vídeo compartilhado nas redes sociais nos últimos tempos, ele mostra a dificuldade de um jovem de lidar com sua ex-namorada.

As imagens foram feitas na rua e mostram a menina assediando o jovem numa tentativa de reatar o relacionamento. Em alguns momentos, ela chega a agarrá-lo e até mesmo tenta beijá-lo à força.

Mesmo acompanhado de sua nova namorada, o jovem não era respeitado pela ex, que em alguns momentos também provocou a outra moça. A cena foi vista por diversas pessoas na rua, e é evidente que o casal estava bastante desconfortável com aquela exposição.

Mesmo o rapaz falando que não queria reatar o namoro com ela, a menina continuava a insistir, faltando com respeito ao ex-namorado e sua nova companheira.


Enquanto alguns podem interpretar a cena como cômica, ela pode nos levar a perceber o quanto a codependência é um problema sério nas relações e precisa ser trabalhada.

Mesmo amando outra pessoa, precisamos ser capazes de compreender que as relações podem chegar ao fim, e que temos o que é necessário para seguir caminhando sozinhos, porque a outra pessoa não é tudo em nossas vidas.

Quando enxergamos nossas relações como um complemento, não como a única coisa importante em nossas vidas, lidamos com o seu fim com muito mais maturidade.


Compartilhe o texto em suas redes sociais!

Mãe vende brinquedos dos filhos e usa dinheiro para fazer o próprio bar: “As crianças não gostaram!”

Artigo Anterior

Depois de “drive-thru” para desempregados, homem cria “porta-malas solidário” e faz doações a necessitados

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.