Eu precisei me reinventar…

O ano de 2018 foi o ano que nos fez repensar em tudo! Há quem diga que tivemos influências astrais para a autorreflexão, disseram também que foi a política, a lua, a crise.

Muitas mudanças, mudanças grandes, máscaras caindo, o que não tem propósito e verdade já não mais faz sentido.

Eu senti que foi um ano de lições, um ano em que tivemos que nos reinventar para sobreviver às mudanças exigidas pelo meio.

Foi um ano em que eu me questionei e questionei a postura de todos. Frustrei-me com os amigos, com a família, frustrei-me com o coração e vi que é necessário se reinventar a cada dia.

Frustrar-se é colocar expectativas, é colocar os nossos óculos no outro e querer que todos ajam como nós. Não dá para ser assim.

Ser o mesmo não cabe mais, frequentar o mesmo lugar já tão vazio de propósitos não faz mais sentido, não há relações que suportem os mesmos erros, não há harmonia familiar sem compreensão.

Mas se você muda, tudo a sua volta muda junto, não porque os parentes evoluíram ou os amigos estão mais verdadeiros, mas sim porque você tem uma nova visão sobre todos eles.

Então, o que não faz sentido vai embora naturalmente.

Lembra da lei da atração? Então, se você muda você já não precisa reviver as mesmas experiências.

Reinventar-se não é simples e fácil, muitas vezes dói bastante. Mas o que você ganha com a mudança é incrível! Vale a pena!

Uma história que eu gosto muito de contar é a da lagosta, retrata muito bem essa mudança necessária.

A lagosta, produz a casca que a protege. Mas ela cresce. Quando cresce um pouco, começa a sentir dor, ela fica pressionada sob a casca apertada, incomoda muito e para ela crescer é necessário que ela mude.  A dor que ela sente é o sinal da mudança. Esse processo de mudança se dá mais de uma vez até o final do crescimento: o corpo se desenvolve e a dor retorna, anunciando que uma nova casca, um novo processo se faz necessário.

Na visão de muitos, a dor é um mal a ser eliminado. É um problema a ser resolvido. No entanto, ela é uma aliada quando vista como um sinal de que algo precisa ser reestruturado e reinventado.

A dor é um sinal maravilhoso para a mudança!

A lagosta cresce e é necessário que ela se esconda sob as pedras e saia da casca. Ela fica ali recolhida e vulnerável para que a nova casca cresça. É um processo de dor, solidão, isolamento, reflexão e crescimento.

Tudo isso é necessário para crescermos e evoluirmos, para nos reinventar em uma nova versão, muito melhor.

Eu precisei me reinventar e você?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / teksomolika



Deixe seu comentário