ColunistasSuperação

Eu preciso deixar o passado me esquecer…

Passado é uma palavrinha que, por mais que centenas de espiritualistas, gurus e coaches digam que é algo que deve ficar lá atrás, ainda mora em nosso vocabulário. 



Você se revira todo, mexe-se, muda o cabelo, roupa, estilo e até de relacionamento, mas lá no fundo, o passado vive como uma sombra, um fantasma assombrando seus dias. Como eu faço para me livrar dele?

Não serão outras coisas que o livrarão do seu passado, é você que precisa deixar que ele o esqueça!

Já observou que, mesmo conhecendo novas pessoas, vai e volta você se lembra daquela pessoa lá de trás e ainda tenta entrar em contato com ela?


E depois de muito quebrar a cara, a gente só percebe e consegue entender que o passado morreu quando nos tocamos que o outro não nos quer mais como antes, que não nos trata como antes ou que, muitas vezes, você sente que você mesmo não é a mesma criatura quando está com ele.

As coisas mudam, inevitavelmente e, tolos que somos, nós nos prendemos às coisas que deixaram de existir perdendo um tempo precioso em coisas novas e bacanas que poderíamos conhecer e experimentar.

Mas a gente é bicho danado, criatura estranha que, por alguma razão, prefere viver alimentando uma história que já deixou de existir. Mas por que? Porque é muito mais fácil reprisar na mente e no coração coisas que já se sentiu, que já se viveu, do que enfrentar coisas novas!

Toda vez que você pensa em começar um novo relacionamento, o que acontece? Bate aquele frio no estômago, não bate? Aquele medinho do “será que vai dar certo?” “Como será?” E mesmo que exista malucos que adorem essa sensação todo o tempo, outros preferem não sentí-la de novo. Daí, preferem reviver emoções do que conquistar novas.


Se soubéssemos o peso que carregamos nas costas e no coração, devido a esse apego ao passado, desapegaríamos dele com muito mais facilidade. Entenderíamos que carregar uma dor, uma perda ou um momento por toda uma vida é sufocante, angustiante e nos faz sofrer.

Sofrer! Quando se sofre muito, imensamente, de uma forma tão cortante, é que decidimos abandonar o passado, já que não aguentamos mais tanto sofrimento. 

Eu não gosto de sofrer, mas, ainda assim, eu me pego buscando o bendito passado e o ouço gritar bem alto: “NÃO VOLTE AQUI, POR FAVOR, DEIXE-ME!” e eu não o deixo. Minha teimosia é tão grande que fico procurando frestas de luz que me mostrem que o meu melhor momento está lá atrás, com ele e não agora. Mas sou feliz assim? Não, meus amigos! Sabe por que? Porque tudo que foi é isso mesmo, lá atrás, no passado, quietinho e sem volta.

Não há como voltar no tempo, não há como reviver um amor, como impedir que alguém morra, que alguém nos deixe ou que tenhamos aquela decepção. Não tem jeito! Só nos resta continuar. Caminhar em frente e deixar tudo que aconteceu, que se perdeu, doeu, numa outra vida, outra existência. Vivemos muitas vidas em uma só e agora você vive uma outra vida, não aquela que passou. Não mais.


Então, vamos parar de fazer o passado lembrar de nós, já que ele quer que o esqueçamos!

E, se por alguma razão, o passado lhe disser que precisa voltar para resolver algo, ele vai procurá-lo, não precisa que você procure por ele. Deixe-o lá, quietinho, no silêncio de tudo o que você não precisa mais se lembrar. ESQUEÇA-O E SEJA FELIZ, AGORA!

___________

Direitos autorais da imagem de capa: loganban / 123RF Imagens


Escolha a cor que mais lhe atrai e veja qual dos seus chakras está em desequilíbrio:

Artigo Anterior

Quando a depressão distorce a realidade…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.