EU TENHO UM DEVER COMIGO MESMA: O DE SER FELIZ, INDEPENDENTE DE QUALQUER COISA!



Eu tenho um dever comigo mesma: o de ser feliz, independente de qualquer coisa!

O meu ser feliz pode ser diferente do seu e nestas diferenças, podemos somar nossas felicidade ou encontrar felicidades em comum e deixar que elas transbordem em nós.

Não há necessidade de provar a felicidade, mas sim de reconhecê-la e senti-la, sem qualquer tipo de julgamento ou desmerecimento.

Aceitar a felicidade é saber que ela é parte de você! É importante identifica-la e permitir que ela exista em toda a sua forma. E ela é tão simples… Mora mesmo em lugares bastante comuns porque não precisa de muito para existir. É intensa em sua forma e cabe sim em qualquer espaço do tempo/vida.

eu-tenho-um-dever-foto-01

Ela mora mesmo na simplicidade: está nas delicadezas, na pureza, no observar, no sentir, no pulsar. Ela mora na gratidão!

Agradecer é dizer ao universo que você reconhece os presentes que lhe foram dados e os recebe com amor. É abrir-se para as abundâncias.

A gratidão desbloqueia a felicidade que juntas são leveza e bem estar. Perceba que tudo é perfeito e sincrônico – junto no tempo.



Quando entendemos isso como um movimento natural da vida e confiamos nessa força magnifica passamos a olhar a vida com mais bondade e as coisas passam a fluir de forma mais amorosa e perfeita. Na verdade, é assim que a natureza age, é necessário apenas que se reconheça e se sinta parte disso.

É possível também desacreditar nessa força quando as situações fogem do nosso plano e controle. Nesse caso é preciso mesmo confiar, essa é a chave! Tudo segue no seu divino propósito.

eu-tenho-um-dever-foto-02

Quando estamos conectados e confiamos nesse movimento, é possível sentir e viver as sincronicidades. Situações, pessoas e coisas deixam de ser mero acaso e pura coincidência e se tornam de fato uma verdadeira orquestra sincrônica.

Deixa fluir. Deixa estar. Deixa ser. Nesse sentimento, aceita, recebe e agradece, e nesse momentos a felicidade nasce, cresce e se expande, do seu ser, para os outros e para o planeta, porque ela é sim altamente contagiosa.

Permita receber. Essa felicidade é sua, ela está no ar que você respira, por isso a merece, ela faz parte do seu ser.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.