ColunistasO SegredoReflexão

Evapore…

evapore

Tem gente que chega na nossa vida para acrescentar, outras para experimentar, e existem aquelas que a gente não sabe como agradecer por ter sumido. É, você pode achar que é um texto amargo demais, mas aposto que você já quis agradecer alguém por ter sumido da sua vida.



Ele entrou para esse pequeno hall. O hall daqueles que eu não sei nem como agradecer por ter simplesmente ido embora. E mesmo deixando rastros, segui o caminho contrário com louvor. No começo doeu bastante, mas depois que passou o coração de tão vazio, transbordou. Deve ser por isso que é tão libertador deixar ir até onde a vista não alcança.

No começo do sumiço é natural querer saber o que aconteceu, o que você tem de errado, onde você pressionou demais, ou entregou de menos e obviamente jogar a culpa em quem menos tem: você. Amor, o problema não é você ou seus defeitos, muito menos o signo dele, o problema na verdade é ele todo.

Sumir não te torna mais macho, moço! E fazer a linha: vou dar uma espiada nos snaps dela também não! Se é para evaporar igual água e sumir nesse mundão de vez, que vá! Sem essa frescura de voltar todas as vezes que tomar um não lá fora. Peça a benção e vá com Deus. E olha, não me venha com papinhos ou likes perdidos em redes sociais. Você era até bem visto por aqui, mas o portão fechou e sinceramente, aquele encanto todo acabou.


A gente gosta de homem que joga a real, um sonoro e sincero “não” ao invés de ridículas reticências. Papo reto, jogo aberto sabe? O mundo modernizou. Ninguém mais precisa de uma reserva com tantos aplicativos com alvos dispostos a se envolver. É melhor ser sincero e se garantir com isso, do que simplesmente sumir e aparecer num domingo a noite qualquer. A gente sabe quem merece cafuné de domingo e café da manhã na segunda.

E tem mais, já passamos daquela fase de correr atrás de quem não quer valorizar aquilo que a gente tem de mais. Se é para ficar junto, que fique de vez. Se for para sumir, que vá sem vez. Melhor assim, com recado dado e coro sincero. Ninguém aguenta por muito tempo a ausência de quem nunca foi tão presente.

Prefira os minutos intensos às horas que se arrastam…

Artigo Anterior

Loucura faz bem!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.