Notícias

Ex-BBB Gyselle Soares sobre interpretar escrava: ‘Me considero negra’

EXBBV GYSELE

Gyselle Soares voltou a causa polêmica ao aceitar o papel da escrava Esperança Garcia, a primeira advogada do Piauí na peça “Uma escrava chamada Esperança”.



O movimento negro e outras pessoas das redes sociais criticaram duramente e decisão de escolher uma atriz com pele mais clara para fazer a personagem.

Em conversa com com Splash do UOL, Gyselle disse que pensou bastante sobre as críticas, no entanto, diz que não tem intenção de ofender ninguém.

Esperança ficou conhecida por escrever uma carta para o governador da capitania do Piauí em 1770, denunciando os abusos que sofria.


“A crítica é sempre bem vinda. É claro que quando fazemos um personagem, a gente não tem cor. Eu me considero negra. Mas não posso desrespeitar as opiniões de todos. Não passei por certos momentos e dificuldades que tantos passam”, fala.

“Eu entendo a polêmica, mas a peça não fala de cores. Fala de inclusão, de todos nos amarmos, nos respeitarmos. Entendo perfeitamente essas críticas, não quero ferir ninguém. Me fizeram repensar. Se eu vejo que não é bacana, não seguirei”, disse Gyselle. A peça não está sendo apresentada desde o último mês de outubro.

“Também sofri preconceito, todo dia quebramos barreiras, isso torna a gente mais forte. Venci mais diante dos meus fracassos do que nas vitórias”, finaliza Gyselle.


Mulher de Justus reclama de dormir com a filha no lugar da babá e revolta web

Artigo Anterior

Sertanejo Bruno revela motivo do término entre Marília e Murilo Huff

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.