Existe algo muito mais atrativo do que a aparência física: o caráter

Quando nos interessamos por outra pessoa em um nível romântico, uma das primeiras coisas que nos chamam atenção é a sua beleza física, porque não podemos conhecer sua personalidade sem pelo menos uma conversa.

As características físicas costumam ser os nossos primeiros contatos com alguém, e por isso nos baseamos nelas para definirmos se nos interessamos ou não por alguém.

No entanto, se desejarmos realmente ir além com essa pessoa, é preciso muito mais do que apenas uma atração física, porque a beleza atrai a atenção e desperta interesse, mas não é o suficiente. Precisamos olhar para o caráter da pessoa, pois é ele que nos revelará tudo o que é oculto pela aparência.

Muitas vezes, tendemos a associar a beleza com bondade, ternura e felicidade, mas conforme crescemos e temos experiências em diferentes tipos de relacionamentos, descobrimos que nem tudo que reluz é ouro e que um rosto bonito não é garantia de um coração bondoso. Por isso, precisamos estabelecer critérios mais sábios para julgar se uma pessoa deve ou não estar em nossas vidas.

As pessoas são construídas por fundações muito mais intensas do que a beleza. É errado classificá-las apenas por isso. Devemos priorizar a qualidade da conexão, acima de tudo.

Conectar-se a alguém verdadeiramente é viver um momento tão especial que ficará para sempre em sua memória, ainda que dure apenas poucos segundos. É falar sobre tudo o que está guardado em seu coração, sem se preocupar em tomar o tempo ou sobrecarregar a outra pessoa. É trocar olhares com alguém e perceber que a outra pessoa enxerga a sua alma da mesma maneira com que você vê a dela. É comunicar-se com eficiência, sem precisar usar palavras. É perceber que você finalmente encontrou alguém que o faz acreditar que não está sozinho na vida.

Nessas conexões, a aparência física praticamente não desempenha função alguma, mas o caráter e a personalidade estão sempre presentes. Os momentos vividos são intensos e baseados em experiências puras, que levam em conta o que se sente acima daquilo que se vê.

Para construirmos algo bonito e duradouro com alguém, é preciso que nossas almas ressoem com as delas, que nossos objetivos de vida estejam sincronizados e que desejemos contribuir para sua felicidade e ter a outra pessoa como parte fundamental de nossas vidas. Precisamos de amor, e este é construído não pela beleza, mas pelo caráter e conexão de almas.

A beleza pode atrair olhares e atenção, e até mesmo iniciar um amor, mas apenas o caráter pode fazer alguém realmente se apaixonar por nós.

É por isso que precisamos nos esforçar para cuidar de nossas almas e espíritos, da mesma maneira que cuidamos de nossos corpos. Apenas assim poderemos construir uma conexão feliz, tanto com nós mesmos, quanto com as outras pessoas em nossas vidas.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Michael Simons / 123RF Imagens



Deixe seu comentário