Notícias

Existe morte por acidente? Mensagem de Chico Xavier consola fãs de Marília Mendonça

chico

Portanto, após a morte de Marília Mendonça, que ocorreu nesta sexta-feira, 05 de novembro, várias dúvidas sobre espiritualidade ficaram no ar.



Será que a cantora sofreu dor na queda do avião? Qual foi o último pensamento dela ao saber que iria morrer? Existe mesmo morte por acidente, ou a pessoa desencarna antes para não sofrer o trauma?

Desse modo, por causa dessas inúmeras dúvidas, várias pessoas trouxeram à tona um relato de Chico Xavier explicando sobre o assunto.

O texto, que fala sobre o baque de acidentes graves, emocionou a todos e deixou os fãs de Marília Mendonça mais aliviados, porque segundo ele, quem morre em acidente, não sente dor.


Portanto, de acordo com o texto de Chico Xavier, Na morte por acidente não há enganos, é o momento do desencarne da pessoa, ou seja, estava na hora certa de deixar essa vida. Xavier ainda ressalta que ao morrer, a pessoa passará por um período de recuperação onde será levado para um hospital no plano espiritual.

“O espírito, ao desencarnar de forma traumática ou mesmo após a doença, frequentemente fica desacordado, passando por um período de transição e recuperação. É levado para hospitais no plano espiritual. Ali, ele fica em tratamento recuperando-se. O período de recuperação varia de acordo com cada caso”, diz um trecho do relato.

Segundo Chico Xavier, a pessoa que morre em acidentes graves não sentem os traumas Contudo, ainda no relato de Chico Xavier, ele afirma que antes de um acidente grave, o espírito é desligado momentos antes do corpo sofrer com os danos. Portanto, com isso, a pessoa acidentada não sente o trauma/dor do acidente.

Outro ponto interessante: pode acontecer também de, no caso de acidente grave, o espírito é “desligado” instantes antes de o corpo sofrer danos muito grandes. E para que isso? Para que aquela pessoa não sinta todo o trauma / dor do acidente.


Aquele espírito é retirado do corpo milésimos de segundos antes de o corpo sofrer os ferimentos do acidente. Nesse caso, o corpo se desgasta, mas o espírito não sofre o trauma”, veja o relato completo logo abaixo.

Engenheira capixaba instala motor elétrico em Fusca e deixa de usar gasolina

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.