Pessoas inspiradoras

Fábrica de alagoas volta a produzir biscoito após pedido de mãe de menino autista

fábrica de alagoas

Algumas empresas se mostram preocupadas em atender aos seus consumidores de forma diferenciada e se destacam pelo cuidado e consideração com eles.

Um caso recente que aconteceu em Alagoas revelou mais uma dessas empresas, que merece admiração.

Adriana Paixão é uma dona de casa que tem um filho autista com restrição na preferência por alimentos. O menino de 10 anos não aceita os alimentos convencionais, nem mesmo os doces preferidos das crianças de sua idade o atraem. Uma das poucas coisas de que Davi realmente gostou foi um biscoito amanteigado de chocolate, da marca Treloso, produzido pela Vitarella; há anos ele come o biscoito duas vezes por dia.

fábrica de alagoas2

Adriana faz estoques do biscoito em casa com medo de que deixe de ser fabricado ou que sofra alguma alteração em sua composição, o que acabou acontecendo. Assim que Davi percebeu a mudança, começou a rejeitá-lo.

Biscoitos com furinhos

“Na escola, precisa ser outro, mas, em casa, tem que ser biscoito Treloso amanteigado de chocolate e da embalagem transparente. Davi é totalmente visual, não pode ser a embalagem unitária, precisa ser a embalagem que vem com três pacotes. Então, compramos o biscoito e a produção estava diferente. O biscoito estava com furinhos; não seria defeito, era mudança na fabricação mesmo. Fomos a três supermercados e todos estavam assim. Resumindo: Davi estava sem lanche.”

Davi não aceitou bem a inclusão dos furinhos no biscoito. Adriana, então, teve uma ideia: de forma despretensiosa, como ela mesma diz, entrou em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da fábrica, contando a dificuldade do seu filho e fazendo um apelo para que a ajudasse, de alguma maneira, no entanto, não fazia ideia de que seria respondida de maneira tão positiva.

Achei o contato do biscoito Treloso através do Facebook e mandei mensagem privada, não esperava um retorno. Foi só uma tentativa; contei a história e, no dia seguinte, uma pessoa entrou em contato comigo pelo Facebook, pediu meu telefone e disse que me daria um retorno. Tudo se resolveu em quinze dias.

Feedback da indústria

A empresa prestou um ótimo atendimento e deixou Adriana muito feliz: “Pense numa mamãe feliz. Não foi nem pelo fato de eles (a empresa) terem mandado pra mim uma caixa, foi a importância de mudarem a produção por causa dele (Davi). Isso foi demais pra mim.”

Na mensagem, a Treloso confirmou que retomaria a fabricação do biscoito e que o próximo lote já chegaria sem os furinhos. A empresa ainda enviou, por correio, um kit com vários biscoitos de brinde para Davi.

fábrica de alagoas3

Adriana disse que essa conquista foi muito importante para manter o bem-estar do filho, ela disse que nem sempre é fácil, mas que o amor sempre a ajuda a vencer as dificuldades. “Lutamos diariamente para que sejam inseridos outros alimentos na dieta do Davi; estamos aos poucos conseguindo, mas o lanche ainda precisa ser esse. Portanto, quando alguém se importa com uma dor que não é sua, esse alguém faz muita diferença na vida da gente”, conclui.

Que história incrível! Parabéns à Treloso e Vitarella por fazerem diferente e se importarem com seus clientes, é desse tipo de empresas que precisamos.

Compartilhe essa história em suas redes sociais!

 

*Com informações de TNH1.

 Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: reprodução.

Padre preside casamento em libras e emociona casal de noivos

Artigo Anterior

Personalidade antissocial ou pessoa supressiva: características e consequências da supressão

Próximo artigo