7min. de leitura

Fabrício Carpinejar: 25 Frases do Livro “Cuide de seus pais antes que seja tarde” para levar para toda a vida

Confesso que me emocionei logo que soube do título do livro, do assunto ali abordado e da mensagem direta: “Cuide de seus pais antes que seja tarde”.

O livro está entre os mais vendidos do país na atualidade. Enquanto eu lia, algumas frases chamaram a atenção e certamente despertaram a reflexão, talvez, porque o carinhoso alerta de ‘cuidar antes que seja tarde’ pode ser estendido, não somente aos pais, mas aos avós, tios e a quem mais tiver alguma escala de importância em nossos dias e em nossa vida. Jamais esquecendo de que hoje são eles e amanhã seremos nós, afinal, pela ordem natural da vida fomos programados para envelhecer, contudo, hoje penso que envelhecer é para quem tem sorte, porque infelizmente muitos se vão desta vida ainda muito jovens.



Ouço alguém dizer “nem quero pensar nisso”, mas como adiar o inevitável? Tenho aqui comigo que o melhor consolo para o ‘depois’ (que eles partirem) é ter a consciência tranquila de ter feito o melhor que podia e isso independe do melhor que fizeram ou não para a minha pessoa.

Não vamos aqui adentrar ao estatuto do idoso, tampouco ao significado de abandono de incapaz. Ter gratidão pela vida e pelos cuidados advindos de nossos pais possibilita-nos retribuir o zelo enquanto o tempo ainda permite e certamente é uma questão delicada e por vezes, uma escolha que cada um traz para si.

Então, muito obrigada Fabrício Carpinejar por partilhar conosco sua visão e belíssima vivência!

1. “Uma coisa é dizer adeus, outra é não ter mais como telefonar ou visitar ou abraçar ou beijar ou partilhar uma causalidade fora de hora”.



2. “Família desunida não fica no sofá. Seus integrantes fogem para os quartos, fecham sua solidão em fones de ouvido, realizam a refeição em separado, mexem na geladeira em escalas diferentes, mal se partilham, mal se abraçam, mal se beijam”.


3. “Há uma quebra na história familiar onde as idades se acumulam e se sobrepõem e a ordem natural não tem sentido: É quando o filho se torna pai de seu pai”.


4. “Escuto a história de novo, como se fosse a primeira vez. Vejo que logo a mesma doença benigna da idade vai me atingir e espero que meus netos partilhem a mesma complacência comigo”.



5. ”Talvez a preparação para a vida seja amar, desamar e amar de novo, não convertendo os dissabores em preconceitos”.


6. “A verdadeira dor da perda é falar sozinho. Enfrentar a loucura de falar sozinho”.


7. “Chega uma fase em que visualizamos o tempo que nos falta. Percebemos menos vida pela frente do que o tempo que já experimentamos. É quando avistamos, ao longe do oceano, um limite, uma ilha, um desembarque”.


8. “A felicidade familiar pode ser medida pelo índice de frequência do sofá da sala”.


9. “Nem tudo na vida precisa ser visto para ser amado”.


10. “É impossível concorrer com a programação cultural das aposentadas. Aprenda isso”.


11. “Nos despedimos de alguém por fora, pelas palavras, mas demora para nos despedirmos por dentro, pelo silêncio e pela saudade. Demora para nos desapegarmos pelos hábitos e pela rotina. Demora muito tempo para uma ferida encontrar a saída”.


12. “Quando eu me separei aos 30 anos e voltei para residência materna, não me senti derrotado, não me senti fracassado, não me senti humilhado. Eu me veria assim, se não tivesse sua retaguarda. Sair de casa não é sair da família”.


13. “A saudade não tem altura para ser adulta. Quando os dias são meses e os dias são anos”.


14. “Não há flecha envenenada da cobiça do outro que possa me abalar. Não há punhal afiado que possa quebrar a lealdade que mantenho com a alegria”.


15. “Maturidade é jamais negar nossa origem”.


16. “A culpa é uma colecionadora compulsiva”.


17. “Toda criança aprende a se defender da realidade com a imaginação, é uma arma poderosa e também incontrolável”.


18. “Vejo inventários que se prolongam por décadas, com famílias disputando nos tribunais o que dividiriam naturalmente, se o pai ou a mãe estivesse vivo”.


19. “Derrota é perder quem amamos antes do fim, pelo fracasso de nossa comunicação. O resto é agradecimento”.


20. “O que um pai quer apenas ouvir no fim de sua vida é que seu filho está ali”.


21. “Criança que ajuda os avós certamente cederá o lugar no ônibus e carregará as sacolas do supermercado de uma estranha na rua. Pois sempre se lembrará daquele que gosta e é mais vulnerável”.


22. “Os filhos só vão respeitar os pais se respeitaram os avós. Só serão educados, só deixarão de fazer birra e chantagem, choro e culpa, se souberem conviver com os avós”.


23. “A educação é filha do amor, mas neta do respeito”.


24. “Saudade que não é praticada vira ressentimento. Palavra que não é dita se isola no orgulho. Hoje eu vejo o tamanho do meu despreparo”.


Sábias e fortes palavras do autor nas primeiras páginas do livro dá-nos uma dica preciosa para colocar em prática logo, caso ainda não o faça:

25. “Este livro é uma tentativa desesperada de ser mais pai de meu pai, mais pai de minha mãe, e devolver um pouco do que recebi deles na infância. Pelo menos, serve como um pedido de desculpas.”

*Gratidão, Carpinejar!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: yacobchuk / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 14/07/2018 às 8:22





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.