ColunistasMotivaçãoVida

Faça o que puder, mas não desista!

Quando a gente entende a organização da sociedade, a exploração, os contratos e as desigualdades sociais, resultantes das relações de produção, se tornam cada vez mais evidentes.



Todo e qualquer sonho, que comece de forma intensa, representa uma ameaça à ordem social — o pobre é pobre, o rico é rico; isso é tudo que existe.

Assim sendo, quando o pequeno começa a pensar grande, a sociedade se encarrega de o colocar no seu devido lugar.

Quanto mais alto for o sonho, maiores serão as dificuldades. Sonhar é desejar veementemente um tipo de vida diferente da atual.


FAÇA O QUE PUDER FOTO 01

Os sonhos são indícios de rebelião. A pessoa sonhadora almeja algum tipo de mudança em sua própria vida, mas, tudo que decidir fazer vai afetar as outras pessoas e o meio circundante.

A ordem social, por um lado, abomina e dificulta a vida do rebelde, para que ele volte a pensar dentro do «quadradro». Por outro lado, teme que o rebelde tenha descoberto a força de mudar a si mesmo e de inspirar outros para mudança.

É necessário ser sério para sonhar alto e, outrossim, forte o suficiente para suportar as tempestades.


Os ventos de mudança tardam em chegar, no entanto, se se mantiverem ardentes as chamas, a gente atrai o que quiser.

FAÇA O QUE PUDER - FOTO 02

Todos os dias, muitos deixam de sonhar e se conformam com vida que têm. Não é fácil lutar pelos sonhos. Também é verdade que ninguém se torna notório por fazer coisas fáceis.

Mantenhamos o foco, afinal são os sonhos que alegram a vida.


Deixando o coração para depois…

Artigo Anterior

Foi por isso que parti…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.