publicidade

Falando sobre magia…

Palavra mal conceituada e mal interpretada, muitos não entendem realmente o que significa e já a pré-conceituam como algo maligno, infalível ou mesmo assustador.



Ora, a magia nada mais é que uma transformação e ela pode estar presente em toda parte sem nos darmos conta disso, nas pequenas coisas aparentemente pouco significativas, como por exemplo, um novo dia que nasce, aquela chuva a tanto esperada, o sol brilhando num dia de pleno inverno, uma ave que surge cantando alegremente ou um animalzinho lindo à nossa frente já pode ser considerado como magia.

Além dessa definição básica e sutil, ela tem, claro, outras definições, mas nenhuma delas como pré-conceituadas acima. Além da que foi mencionada, existe ainda a magia pela arte realizada não só por artistas como também praticadas por crianças, enfermos, idosos e até por deficientes. Por fim e não menos importante, temos a magia das ciências ocultas, as chamadas esotéricas, essa sim, por muito mal conceituada tanto na definição quanto da prática da mesma.

FALANDO SOBRE MAGIA - FOTO 01


Excetuando-se a mágica que difere da magia por exigir muita técnica e prática para ser realizada, a magia não necessita nem de uma nem de outra pois ela é feita espontaneamente, embora tenha quase a mesma finalidade de causar fascínio, efeitos e resultados surpreendentes.

A magia esotérica é realizada por vários motivos, entre os principais estão o prazer em realizá-la, dependência espiritual (que falarei mais adiante), curiosidade e até como último recurso das possibilidades de realizações em vários setores da vida. Ela é sempre feita através de rituais (cerimônia religiosa ou não), até mesmo quando se usa apenas orações, preces ou mantras tanto simples quanto as mais complexas, pois vai depender de cada caso e da pessoa que a faz. Pode ser feita por qualquer pessoa desde que se saiba o que esteja fazendo e que principalmente conectem a mente, veículo extremamente importante à matéria/ritual, pois do contrário não terá efeito algum.

Normalmente a magia é sempre realizada para  tentativa do próprio bem e/ou de todos e não usadas para  forçar  algo acontecer que vai contra às leis do Universo ou forçar alguém para quaisquer propósitos sem permissão de outrem, como nos casos de “amarração de amor”, pois se a outra pessoa estiver em desequilíbrio energético muito acentuado até pode acontecer o esperado pela abertura do corpo astral/espiritual do indivíduo, mas não será por muito tempo e ao retornar ao equilíbrio, todo esse vínculo energético imposto voltará em dobro para  quem a fez, sem falar que quando as coisas não são naturais tendem ao desgaste, levando à consequências desastrosas (a lei da ação e reação). Toda magia começa na mente e tudo que vibramos por ela volta de alguma maneira e sob as mesmas vibrações que emitimos ou até piores.


As pessoas podem ser vítimas de magia forçada? Sim, como dito anteriormente, nas situações em que as pessoas estiverem com suas energias muito baixas ou muito desequilibradas e “aceitam” energias oriundas de magia ruim, mas claro, tudo pode ser revertido e muitas vezes nem precisará de trabalhos espirituais para serem libertadas, bastando apenas reequilibrar suas energias através de pensamentos bons e positivos. Também, as pessoas que fazem magia para o bem, seja para si ou para outrem, devem se lembrar que as vibrações que emanam no momento devem estar em perfeita sintonia, desprovidas de quaisquer energias ruins tanto no físico quanto na mente, no emocional e também no espiritual, por isso se houver alguma mágoa, inveja, raiva ou mesmo se sentindo mal fisicamente, melhor adiar, senão não vai ser nada satisfatório ou terá efeito nulo.

FALANDO SOBRE MAGIA - FOTO 02

Também terão que ter ciência de que nada é infalível como muitos acreditam, pois tudo tem limite no Universo, em prol do próprio equilíbrio cósmico. O conselho para quem quer experimentar qualquer magia (sempre para benefício próprio quanto para alguém, estando este ainda ciente) é não criar expectativas, sabendo que nem tudo pode ser alcançado por vários motivos. Também não fazer da magia uma dependência, buscando antes sempre lutar com os recursos tangíveis e à disposição, pois tem muita gente usando a magia para qualquer coisa sem querer fazer nada com os próprios meios que possui.

Os materiais para magia variam de magia para magia, assim como a maneira de serem realizadas incluindo sobre dias e horários (geralmente por 3, 7, 9 ou 21 dias), não havendo regras definitivas pois cada um vai fazer ou ensinar de um jeito conforme a crença e experiência de cada um.

De nada adianta querer fazer uma magia ou simpatia, (vale alertar que é a mesma coisa) quando não se acredita naquele objeto a ser usado por exemplo e nem orando para um santo/entidade que não se tenha nenhuma afinidade e o pior de tudo é quando se faz com medo ou dúvida, aí nem adianta… Mas lembre-se do que foi dito anteriormente: Não é da magia que se deve temer, mas da sua própria mente…Por isso pensem bem antes de realizarem qualquer magia ou pedirem para alguém realizar, pagando até caro por isso e correndo o sério risco de não ter retorno algum.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.