5min. de leitura

Falta-lhe uma oportunidade para crescer? Então, pare tudo e leia este texto!

Quantas vezes desperdiçamos oportunidades na vida e depois nos arrependemos?

Em quantas situações nos vimos impassíveis perante uma chance que logo vai embora sem que a agarremos? Milhares de vezes! Mas isso NÃO É culpa nossa! Acontece com todo mundo e por variados motivos: ou porque tivemos receio; porque pedimos conselhos à pessoa errada; porque não conseguimos naquele instante pensar direito; porque algo ou alguém nos distraiu na hora h etc.


E embora haja quem diga que essas chances se perderam para sempre e que nunca mais haverá outras – no que em parte estão certas, pois cada oportunidade é como uma fotografia, ou seja, única – se enganam quando afirmam que novas jamais virão. Sempre existirão ocasiões propícias… sempre! É claro que não as mesmas já passadas. Mas ocorrerão outras; mesmo que sejam um tanto diferentes das anteriores. Porém, ainda assim, novas chances.

Outra coisa: uma pessoa que deu um passo em falso não tem o direito de se redimir? É óbvio que sim.

Aliás, e se essa mesma pessoa cometer mais erros? Então… acabou-se? Não possui mais nenhuma oportunidade? Será banida da vida, da sociedade? Arderá no inferno para toda a eternidade como se costuma dizer por aí? Não creio! Deus é infinita bondade e isso o torna tão grandioso que dar outras chances é algo contínuo. Assim, se Ele a tudo perdoa, por que nós – que somos a sua imagem e semelhança – não haveríamos de fazê-lo? Perceba que… se Deus é amor, você também é!

Dessa forma, mesmo que no passado se tenha feito algo de ruim ou deixado passar alguma oportunidade, não titubeie: quando ela chegar novamente, ainda que se apresente de forma diversa, agarre-a! Suba nela! Pegue-a!


Há um velho ditado russo que diz: Cavalo selado e que passa correndo deve ser montado!

E é bem isso mesmo! As chances costumam ser rápidas e devemos pensar depressa também. Agir com velocidade. O ditado acima fala disso: quando um cavalo (uma oportunidade) passar correndo, monte correndo também.

Entretanto, há situações em que essas chances não vêm. Então, é preciso criá-las, por exemplo: você tem uma grande ideia ou desenvolveu um determinado projeto que pode ser de extremo interesse e importância para a empresa em que trabalha, podendo até valer uma promoção ou mesmo um aumento de salário. Contudo, nunca encontra uma ocasião favorável para expô-lo em uma reunião, a um chefe específico ou a um grupo de potenciais pessoas interessadas.

Assim, crie uma situação para que essa oportunidade ocorra. Nem que seja numa fila de elevador ou dentro dele.

Certa vez uma pessoa me contou como conseguiu um contrato com uma grande empresa. Ela nunca alcançava uma chance de falar com o chefe responsável do setor. Marcava uma reunião, mas ele estava sempre ocupado e esta não acontecia; tentava uma entrevista, porém a secretária sabe-se lá o motivo, sempre dava um jeito de barrar, inventando qualquer desculpa para despachá-la.


Até que um dia, numa das vezes em que ela aguardava, em vão, na sala de espera para falar com esse chefe, a tal secretária teve de sair por alguns instantes e aí, essa pessoa simplesmente foi até o gabinete do sujeito, abriu a porta e sob o olhar de interrogação dos presentes e sem dizer uma única palavra – como um office-boy que entra e sai em silêncio – deixou sobre a mesa deste a pasta que continha os seus projetos e propostas. Simples assim! Poderia não ter obtido sucesso? Certamente. Mas quando uma oferta é boa, a vitória é praticamente garantida.

Então, falta-lhe uma oportunidade para crescer? Uma chance para mostrar a que veio?  Se ela aparecer, ótimo! Se não, conceba-a! Tudo é uma questão de usar a inteligência, pensar rápido e agir.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.