FamíliaO SegredoVida

Família também são as pessoas que eu escolho

família também são as pessoas que eu

Muitas vezes dizem que o importante sobre uma família não é viver junta, mas estar unida. No entanto, isso nem sempre é possível. Nós somos um caleidoscópio muito complexo, com diferentes interesses e sentimentos que normalmente não harmonizam tanto quanto desejamos.



Às vezes, algumas pessoas também pensam que por terem uma ligação genética, há uma obrigação moral de estar junto a quem nos machucou, deixou, ou que simplesmente “não nos damos bem”.

“O sangue te tornam parentes, não há dúvida sobre isso, mas é a lealdade que cria uma verdadeira família, que não inclui apenas os parentes de sangue, mas também os amigos.”

Todos nós sabemos que a família simboliza esse pilar quase infalível que oferece raízes, segurança e amor incondicional que acompanha cada passo ao longo de nossa vida.


Agora, cada um de nós tem a nossa própria realidade e as próprias experiências. E para muitos, a palavra “família” pode ser algo vazio, que não representa vínculos significativos.

Portanto, é sempre catártico conceber o termo família mais amplamente. Se no passado não teve apoio de sua família, você tem todo o direito de criar uma hoje, incluindo nela qualquer pessoa que lhe ofereça amor, incentivo e reciprocidade.

A família como um compromisso vital

Ninguém vem a este mundo sabendo como criar uma família. Na realidade, não são necessários conhecimentos teóricos, mas vontade, carinho, inteligência emocional e um compromisso vital para com o outro.


Ser uma família significa ter um compromisso com as pessoas que amamos, além de promovermos o crescimento pessoal de cada um dos membros, e ajudá-los a serem eles mesmos, respeitando suas diferenças.

Ser família não é algo rígido e imanente. Famílias evoluem e se transformam, e às vezes isso representa uma ameaça a muitos componentes que não aceitam “tais mudanças”.

  • As mães que não aceitam seus filhos se tornarem maduros e adquirirem habilidades para serem cada vez mais independentes.

  • Os pais que não aceitam que seus filhos tenham ideias e voz própria, e desejam seguir um caminho diferente do que haviam planejado para eles.
  • Famílias que nunca aceitam a chegada de novos membros como os parceiros de seus filhos.

Poucas organizações são tão dinâmicas e mutáveis, e produzem muitos problemas, traumas e decepções como as famílias.


“O propósito de uma família não é só garantir a sobrevivência de seus membros. É alimentar emoções, incentivar sonhos, curar medos, esperanças para incutir confiança e não fornecer nenhuma chantagem ou duplos sentidos.”

Porém, temos todo o direito de construirmos a nossa própria família com aqueles que escolhemos.


A família que eu escolho


Família também são as pessoas que eu escolho. Nela posso incluir minha mãe, mas não meu pai, meus irmãos e o primo que quase não vejo, mas valorizo. Considero família meus amigos, meus animais de estimação e todos que me fornecem emoções positivas e um relacionamento significativo.

Nós não devemos ter dilemas morais por não considerarmos como família aqueles que nos machucam, que são ausentes e não querem desempenhar o seu papel. Evite ódio ou rancor, apenas siga em frente e crie seus próprios vínculos significativos.

– A família real é aquela que te respeita como você é. Com seu gênio, sua voz, sua escolha pessoal e sua maneira de compreender o mundo.

– Sua família real é a que lhe dá sem pedir nada em troca, porque a reciprocidade não é um jogo de poder, mas um equilíbrio em que há o reconhecimento e lealdade.


– Minha família não tem de estar comigo em todos os momentos, mas todos os dias eu a carrego no meu coração, porque nos damos confiança, porque estamos unidos na proximidade e na distância.

Porque contamos com sua cumplicidade nos bons e maus momentos. Minha família é aquela que eu escolho.

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

Evite juntar-se a pessoas tóxicas, sua saúde agradecerá

Artigo Anterior

Gosto de pessoas que oferecem luz mesmo em dias nublados

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.