Notícias

Divórcio de Karina Bacchi e Amaury pode ter relação com fanatismo religioso da famosa

Foto: Instagram
Fanatismo religioso foi motivo de separação de Karina Bacchi e Amaury

Amigos próximos supostamente teriam dito que Karina estava cada vez mais ativa na igreja e menos disponível na relação, o que acabou provocando atritos no casal.

O término de Karina Bacchi e Amaury Nunes se tornou destaque nos últimos dias, como um dos assuntos mais comentados da semana. Casados há quatro anos, os dois chegaram a falar abertamente no ano passado sobre uma crise que enfrentaram na relação, mas que tinham conseguido dar a volta por cima.

Porém, poucos meses depois, o anúncio de que o divórcio tinha sido concretizado acabou sendo veiculado na mídia. O colunista do Metrópoles, Leo Dias, revelou com exclusividade que os dois já tinham até mesmo assinado os papéis da dissolução da união, indício de que, talvez, este seja um caminho sem volta.

De acordo com amigos próximos ao casal, o “fanatismo religioso” da artista teria sido o principal motivo do término, já que eles estavam se afastando há alguns meses. Cada vez mais dedicada à religião, demandando pouco tempo na relação, os dois acabaram entrando em atritos constantes, até o ponto da situação se tornar insuportável.

Amaury chegou a se converter, mas mesmo assim eles não entravam em consenso, de acordo com o colunista, na forma que enxergavam a religião em suas vidas. Enquanto ele preferia seguir na igreja batista, Karina preferia a congregação evangélica, frequentando a Yah Church. Segundo as fontes próximas, ela teria, inclusive, começado a dissolver amizades de longa data por não seguirem a mesma religião que a sua.

2 Divorcio de Karina Bacchi e Amaury pode ter relacao com fanatismo religioso da famosa

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @amaurygnunes

Além das madrinhas de casamento, o cabeleireiro, responsável por ser o cupido da relação, acabaram sendo cortados da lista de amigos. Mas não era só isso, o colunista ainda afirmou que até mesmo as saídas do casal passaram a ser mais seletivas, e a celebridade precisava analisar um a um quem seriam os convidados dos locais, apenas assim frequentava. As saídas noturnas com intuito de socializar acabaram se tornando escassas, apenas idas à igreja eram realizadas.

Segundo fontes próximas, Karina frequentava a congregação de duas a três vezes na semana, e muitas vezes só chegava em casa de madrugada. Outra questão apontada por Dias é a quantidade de horas que se dedica à leitura da Bíblia, chegando a 8h ou 10h todos os dias. Com os diálogos cada vez mais monotemáticos, eles acabaram caminhando para o divórcio, e os amigos garantem que realmente não tem volta.

3 Divorcio de Karina Bacchi e Amaury pode ter relacao com fanatismo religioso da famosa

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @amaurygnunes

Relembre a história do casal

Antes de conhecer Amaury Nunes, Karina Bacchi optou por colocar um ponto final no casamento com um publicitário porque queria realizar o sonho de se tornar mãe. Como tinha passado pela retirada das trompas, foi preciso iniciar o processo de fertilização in vitro, e a famosa acabou indo para os Estados Unidos para realizar o procedimento.

Ao mesmo tempo em que tentava engravidar, Karina acabou conhecendo Amaury através de pessoas próximas, mas achou que aquele não era o momento de dar início a algo, já que estava apenas focada em se tornar mãe. Vinte dias depois do nascimento de Enrico, Karina e Amaury resolveram dar uma chance para o relacionamento, e engataram um romance.

Em 2018, eles oficializaram a união no civil e também no religioso, com uma cerimônia que contou com Enrico carregando as alianças. No ano seguinte, o casal entrou na justiça para que Amaury pudesse registrar o pequeno como seu filho, dando a ele seu sobrenome e se tornando pai perante a lei.

4 Divorcio de Karina Bacchi e Amaury pode ter relacao com fanatismo religioso da famosa

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @amaurygnunes

Em 2021, o ex-jogador de futebol ainda revelou que eles tiveram uma severa crise no casamento, chegando ao ponto dele fazer as malas e sair de casa. Porém, ele teria sido “tocado por Deus” enquanto dirigia, e resolveu voltar para tentar fazer o casamento se reerguer.

O casamento chegou ao fim este ano, e Karina confirmou o divórcio ao colunista Lucas Pasin, mas reforçou que não iria entrar em detalhes e que não queria causar nenhum tipo de constrangimento ou mesmo difamar o ex-companheiro. Entre os amigos próximos, alguns chegaram a afirmar que o fanatismo religioso, que chegou a afastá-la dos meios sociais e até mesmo de amigos de longa data, tiveram um papel preponderante no término.

0 %