Pessoas inspiradoras

Faxineira de faculdade é aprovada em vestibular de Biologia na mesma instituição. Conquistou espaço!

2 capa Faxineira de faculdade e aprovada em vestibular de Biologia na mesma instituicao Conquistou espaco

Realizando o sonho de voltar a estudar, ela entrou na faculdade aos 54 anos, no mesmo local onde antes trabalhava como profissional de limpeza.



Não existe idade para estudar. Ao contrário do que se imagina, o aprendizado é uma das únicas coisas para as quais não existe faixa etária limite. Querer aprender, ter o sonho de se formar, de terminar o ensino médio ou o ensino fundamental, aprender a ler, não importa onde o indivíduo esteja nesta cadeia, o que importa é querer sempre melhorar.

Lembra quando nossas mães diziam que a única coisa que vamos conseguir levar deste mundo é tudo aquilo que aprendemos? Pois é, no fim das contas, elas sempre estão certas, não há como discutir com a voz da razão. Não importa quanto dinheiro ganhamos, quantos objetos compramos ou o tamanho do império que construímos, no fim da jornada, nada disso vamos conseguir carregar.

Aos 54 anos, Maria Helena Rosa se dedicou por quatro anos até conseguir realizar o sonho de ser aprovada em Biologia na Unesp, em Bauru, interior de São Paulo.


A notícia de que havia conquistado sua vaga veio recentemente, em 27 de maio, deixando a faxineira em completo estado de emoção ao perceber que finalmente conseguiu conquistar seu espaço.

Em reportagem do G1, ela conta que foi trabalhando no setor de limpeza da Unesp, a mesma instituição onde foi aprovada, que teve a ideia de retomar seus estudos. Maria Helena explica que sentiu muito medo e uma sensação de tristeza a inundou, um pouco antes de abrir a lista para saber se tinha conseguido. Ela ficou se perguntando se conseguiria orgulhar seus filhos, mas, se não conseguisse, tentaria novamente.

2 2 Faxineira de faculdade e aprovada em vestibular de Biologia na mesma instituicao Conquistou espaco

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Passar no vestibular simboliza o resultado de seu esforço e dedicação ao longo dos últimos quatro anos, em um momento que julgou ser um dos melhores, depois de passar a vida se dedicando à família e aos filhos. Maria Helena acredita que deveria ter feito faculdade há muito tempo, mas como acabou se dedicando a outros projetos, fica feliz de conseguir agora.


Em 2017, o Projeto Unesp de Educação de Jovens e Adultos (Peja) fez campanha para incentivar a equipe que trabalhava na limpeza da universidade a retomar os estudos no cursinho, e isso incentivou Maria Helena.

Ela conta que, naquele momento, só queria voltar a estudar, adquirir o saber, principalmente porque não estava mais comprometida com nenhuma outra atividade além do trabalho. Inscrita no cursinho, a faxineira passou a ter uma rotina muito mais pesada, pois ficava o dia inteiro na universidade.

Ela trabalhava no setor da limpeza das 6h30 às 15h30, para depois fazer o reforço no Peja, das 16h às 17h. Ela fazia uma pausa de cerca de uma hora e, às 19h, ela ia para o cursinho Primeiro de Maio, que seguia até 22h40, quando finalmente encerrava seu dia e voltava para casa.

2 3 Faxineira de faculdade e aprovada em vestibular de Biologia na mesma instituicao Conquistou espaco

Direitos autorais: reprodução/TV TEM.


No ano passado, com a pandemia, tudo mudou, e Maria Helena passou a ter aulas virtuais, mas as dificuldades que encontrou não a abalaram, e ela passou a se dedicar ainda mais, estudando tudo o que conseguia, com o material que tinha, em busca da tão sonhada vaga no curso de Biologia. Todo o seu esforço foi recompensado quando conseguiu, com apoio das cotas sociais, a vaga que tanto merecia.

As aulas de Maria Helena, nesta mais nova fase de sua vida, começam em meados de junho e, mesmo que ainda não possa frequentar todas as disciplinas presencialmente, não existem palavras capazes de traduzir este momento único.

Depois de impedir funcionária de ir a médico e despedi-la por gravidez, chefe a indeniza em R$ 285 mil

Artigo Anterior

Hilary Duff fez o filho de 9 anos assistir ao parto da irmã para ensinar-lhe sobre a força das mulheres

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.