Fechar ciclos, virar páginas, recomeçar. Vida que segue!

Não insista com quem não quer ficar e também não mantenha a porta aberta para quem já foi e não deseja mais voltar. Fechar ciclos, virar páginas, recomeçar. Vida que segue!

Não insista com quem não quer ficar e também não mantenha a porta aberta para quem já foi e não deseja mais voltar. Às vezes, a resposta que tanto queremos está ali, “escancarada em nossa cara”, só a gente mesmo que não vê, ou não quer enxergar.

Quer saber se é prioridade na vida de alguém? É simples, você precisa saber se é prioridade das prioridades dele(a), simples assim.

Se não estiver nos planos desse alguém, para que forçar a barra, exigindo companhia, atenção e afeto?

Um dia a ficha cai e você entende que nada e ninguém nesta vida têm a obrigação de ficar no seu destino, no seu projeto e nos seus planos, porém, é preciso ter regras para não ficar tão bagunçado; se algo ou pessoas ficam tem que ser por inteiro.

Melhor a espontaneidade que a obrigação, nem sempre estamos no nosso melhor momento também, portanto, tudo e todas as coisas devem acontecer no tempo certo.

Vejo muita gente deixando porta aberta para quem um dia decidiu partir. Para que deixar liberada a entrada de quem saiu, se um dia esse “alguém” decidiu não ficar mais na sua vida?

Muito mais que fechar ciclos nas nossas vidas, precisamos entender a importância do amor-próprio, da autoestima e da capacidade que temos não só de fechar ciclos, mais também de virar páginas.

É aconselhável não criar expectativas, ou ficar esperando que um “certo alguém volte”, se um dia essa pessoa não demonstrou interesse em ficar.

Deve-se permitir que uma nova pessoa cruze o seu caminho, entre e faça morada, compartilhando afeto, devolvendo e recebendo alegria, conhecendo a espontaneidade de ser e viver que existe dentro de você.

Pare de arrumar desculpas e acreditar que essa pessoa um dia vá voltar, se não existe a menor vontade de reconciliar-se com você e muito menos ficar.

Ninguém precisa mendigar afeto, amor, cumplicidade e atenção. O ideal é que recebamos na mesma proporção que damos, e não é questão de obrigação, pelo contrário; isso se chama gratidão e deve ser espontâneo os sentimentos e atitudes que as pessoas têm uma pelas outras.

Infelizmente, pouca gente consegue expressar seus sentimentos e ser grata. Portanto, deve-se entender que não devemos esperar nada das pessoas, algumas só sabem receber, dar jamais!

Ainda assim, permita que faça parte da sua vida quem o prioriza entre suas prioridades e não quem saiu da sua vida, quando você deixou tudo pronto e acomodou no seu coração, quem aproveitou as oportunidades mais inoportunas e partiu, sem ao menos falar adeus ou muito obrigada(o).

Sintonize-se e siga os trajetos de sua vida, sem esperar que alguém surja na sua caminhada e lhe prometa algo que não condiz com as atitudes.

Cá para nós, atitudes dizem muito mais que palavras.

Valorize quem tem atitudes nobres, mesmo que nunca lhe prometa o céu.

Criatura, aprenda de uma vez por todas, quem ama de verdade, não sai deixando pedaço e abrindo feridas, pelo contrário, cura cicatrizes e cola pedaços.

Aprenda a trancar a porta do seu coração para quem nunca soube a importância de fazer estada.

Deixe que fique quem entendeu que o seu coração é o melhor lugar para estar e morar.  Vida que segue!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: wall.alphacoders. / 713596



Deixe seu comentário