ColunistasFelicidade

Felicidade é saber apreciar as pequenas coisas da vida…

Dizem que a verdadeira felicidade está nas coisas mais simples. Sou suspeita ao falar isso. Como sou apaixonada pelas pequenas coisas.



“Segura teu filho no colo, sorria e abraça seus pais enquanto estão aqui. Que a vida é trem-bala, parceiro e a gente é só passageiro prestes a partir”

Todos nós temos o costume de fazer algo antes de dormir. Uns oram, outros leem, e eu tenho o costume de ouvir música, sim, isso me deixa relaxada.

Existem certas músicas que mexem com nosso interior. Dizem que música não serve apenas para ouvir, tem que sentir. Quando ouço uma música, presto atenção nas melodias, e principalmente, na letra. Música é mensagem em forma de poesia, e dependendo do conteúdo, nos faz refletir.


Fuçando minha playlist, encontrei a música da Ana Vilela. ‘Trem Bala’ que diga-se de passagem, nos deixa muitas mensagens, em cada verso, uma reflexão.

A música fala sobre viver a vida como se fosse o último dia. Fala sobre encontrar a felicidade plena nas coisas mais simples, e acima de tudo, amar e valorizar as pessoas que fazem parte de nossas vidas.

Não generalizando, mas tenho notado que certas pessoas acreditam que a verdadeira felicidade está em bens materiais. Às vezes, criamos vontade de possuir coisas que acreditamos estar precisando, quando na verdade, não precisamos. E de onde vem essa força? Quer um exemplo? Existem certos tipos de música que nos “mostram” que só podemos ser felizes se tivermos um carro luxuoso na garagem, um celular de última geração, ou uma casa de não sei quantos cômodos, o tal do “Ostentação”.

Entendeu quando citei no começo do texto que músicas passam mensagens? Agora te pergunto, será que o real sentido da palavra felicidade está nesses “luxos? ”


Dizem que a verdadeira felicidade está nas coisas mais simples. Sou suspeita ao falar isso. Como sou apaixonada pelas pequenas coisas.

Um beijo na testa. Um colo de mãe. Um abraço naqueles que amo. Um aperto de mão. Um sorriso sincero. Uma xícara de café. Um papo cabeça. Um conselho de irmão. O amanhecer de um novo dia. Um pôr-do-sol no fim da tarde. Uma ligação. Uma música que arrepia. Um filme em dias de chuva. Um encontro com os amigos. Um almoço de família. Uma conversa sincera com Deus. Um livro que inspira. Uma criança sorridente. Um “Como você está? Se cuida, Dorme com Deus”. Um piquenique no parque. Uma casquinha no shopping. Um fim de semana na praia. Contemplar o céu, a lua, e estrelas. O bolo da vovó. Isso sim é felicidade. Vamos ostentar alegria, sorrir é tão bom e não custa nada.

“A vida é feita de momentos. Pequenos momentos, tornam-se grandes lembranças! ”


Você não errou por amar demais! não leve bagagem, nem ressentimento. Aceite e libere!

Artigo Anterior

Sou inteira o suficiente para não aceitar metades!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.