Comportamento

Fernanda Nobre diz que não sabe se quer ser mãe, mas congelou óvulos: “Sinto uma pressão cruel”

6 Fernanda Nobre

A atriz conta que ainda lhe resta dúvidas sobre ser mãe, mas que por medo e pela pressão da sociedade, congelou seus óvulos.



Atualmente, muitas mulheres estão deixando a maternidade para mais tarde por causa das oportunidades que estão surgindo, já que hoje em dia, não há mais problema em engravidar depois dos 35.

Quanto mais independência financeira, mais a mulher repensa sobre ser mãe, pois ela prioriza muito o futuro e o que ele reserva para seus possíveis filhos. O problema disso, é que a sociedade acaba pressionando-as para que sejam mães logo, e embora ainda não queiram, acabam sucumbindo à vontade alheia.

É muito comum que mulheres na faixa dos 35 para cima, pesquisem sobre métodos como fertilização in vitro e até mesmo inseminação artificial, mesmo que não estejam pensando ainda em serem mães de fato. Essa visão se torna mais aguçada à medida que a tecnologia vai avançando.


Mais cedo ou mais tarde, uma mulher vai encarar as perguntas que os outros fazem sobre maternidade e quando se tornarão mães. Não é novidade para ninguém que até hoje, a validação para uma vida plena e feliz é constituir uma família. Carreira e profissão geralmente são vistas em segundo plano.

Diante disso, a atriz Fernanda Nobre relatou em conversa, que mesmo com sua dúvida sobre ser mãe ou não, congelou seus óvulos, por medo. Ela explicou para Patrícia Kogut que não sabe se quer se aventurar na maternidade, mas sente a pressão da sociedade para ter um filho.

WhatsApp Image 2021 09 28 at 00.52.16

Direitos autorais: reprodução Instagram/@fenobre.

WhatsApp Image 2021 09 28 at 00.52.28

Direitos autorais: reprodução Instagram/@fenobre.


Aos 36 anos, Fernanda é casada com José Roberto Jardim, diretor, ator e dramaturgo. Comentou que por causa do atual momento em que se encontra, ao sentir muita pressão da sociedade para ser mãe, decidiu que congelaria seus óvulos, mas essa atitude não foi por convicção.

Segundo a atriz, ela os congelou por medo de se arrepender em algum momento, pois não sabe até que ponto quer ter filho apenas para responder a uma expectativa dos outros. Inclusive, acha que se realmente quisesse, já teria sido mãe, mas no momento, declarou que não quer mudar sua vida de agora.

Não acha que está sendo nem melhor, nem pior, só não é o que gostaria. Ela reflete que o tempo passa para as mulheres no sentido biológico e que sente muita pressão, e isso é cruel, pois a sociedade faz a mulher enxergar que ela não será completa se não for mãe.

WhatsApp Image 2021 09 28 at 00.52.40

Direitos autorais: reprodução Instagram/@fenobre.


WhatsApp Image 2021 09 28 at 00.52.50

Direitos autorais: reprodução Instagram/@fenobre.

Fernanda diz que seu lado racional sabe que isso é balela, mas por ter sido criada dentro desse sistema, existe uma voz dentro de si que ainda lhe deixa com dúvida. Por isso, preferiu congelar os óvulos por medo, e não por convicção. Ela finaliza relatando que toda essa pressão para que uma mulher seja mãe logo vem da estrutura machista da sociedade.

Morte de pediatra dentro de clínica na BA foi encomendada por marido de mulher que teria sido assediada, diz polícia

Artigo Anterior

Mulher se revolta ao ser xingada por estacionar em duas vagas para filho cadeirante entrar na Disney

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.