Filho de cozinheira, jovem de 17 anos consegue vaga na Universidade de Cambridge!

Mateus Braga conseguiu uma bolsa de 50% na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, e realizará o sonho de se tornar professor de matemática!



Estudar em uma grande universidade e alcançar uma boa formação, que abra portas para o mercado de trabalho e para realização de objetivos profissionais é o sonho de muitos jovens brasileiros, especialmente aqueles que enxergam o estudo como a melhor maneira de crescer na vida.

Quando um jovem alcança esse sonho, especialmente se veio de origens humildes, uma grande porta de esperança se abre para aqueles que se encontram na mesma situação, que percebem que podem conquistar tudo o que desejarem, se acreditarem e fizerem a sua parte.

Hoje contaremos aqui o caso de um desses jovens que, aos 17 anos, conseguiu bolsa para a Universidade de Cambridge, considerada sexta melhor do mundo pela Times Higher Education (THE), uma das mais importantes revistas de análise do ensino superior.


Mateus Braga, de 17 anos, nasceu no interior de Rondônia, onde viveu até os 14 anos, quando se mudou para a capital, Porto Velho, uma vez que foi aprovado no processo seletivo do Instituto Federal de Rondônia (Ifro) para cursar o ensino médio.

Mateus, um aluno muito dedicado, acumula prêmios muito importantes, como medalhas de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), na Olimpíada Canguru de Matemática, medalha em ciências, num concurso no Pará, e também ficou entre os três finalistas na etapa nacional do programa de simulação Internationali Negotia, da Organização das Nações Unidas (ONU).

Com toda sua inteligência e premiações, não seria difícil imaginar que o jovem conquistaria grandes oportunidades em sua carreira profissional, mas para isso precisou se dedicar muito.

Mateus vem de família humilde, sua mãe é cozinheira e eles já passaram por diversas dificuldades financeiras, especialmente quando se mudaram para Porto Velho. Mas isso não o desanimou, especialmente porque sempre pôde contar com o apoio da mãe, dona Marcia, que lutou muito para ajudar o filho a realizar seu sonho.


O jovem se inscreveu no concurso de bolsas para o curso de matemática da Universidade de Cambridge e precisou escrever uma redação em inglês, de até 550 palavras, com o tema “o melhor matemático dos últimos 100 anos”. Mesmo nunca tendo estudado a língua de forma profissional, sua redação foi uma das favoritas dos avaliadores e o deixou mais perto de realizar seu sonho.

No entanto, como a bolsa é de apenas 50%, ele teria de encontrar uma maneira de bancar a outra parte da viagem (R$ 17 mil), mais o custo com as passagens para Londres, visto, seguro, entre outros, e não conseguiria fazer isso sem ajuda, já que a mãe está desempregada.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Mateus Braga.

Por conta disso, Mateus criou uma vaquinha on-line, pedindo ajuda, e compartilhou sua história em seu perfil no Facebook, convidando as pessoas a fazerem doações, e o resultado foi impressionante.

Em oito dias, a meta de R$ 25 mil reais foi batida, e em um vídeo de agradecimento na rede social, Mateus contou que abriu um canal no Youtube, onde vai contar sobre cada etapa de sua viagem e da experiência em Cambridge.

Conforme contou ao G1, ele diz que pretende se tornar um professor de matemática e trabalhar na rede pública de sua terra natal, pois conseguiu as oportunidades que tem hoje graças às muitas pessoas de lá que acreditaram nele.

Mateus é um grande exemplo de determinação e gratidão, e nos mostra que é possível conquistar nossos objetivos, especialmente se pudermos contar com a ajuda daqueles que acreditam na gente.

Desejamos que a experiência em Cambridge seja transformadora e seja o primeiro passo de uma carreira de muito sucesso!

Compartilhe esta história em suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.