O SegredoReflexãoVida Plena

Filhos de órion

filhos de órion

As experiências amargas da vida deixam enormes cicatrizes e feridas, e todas as vezes que essas feridas são cutucadas, voltam a sangrar e novamente sofremos. E embora você ache que seja o único que tenha passado por isso, está enganado. Todos temos que experimentar a dualidade. O bem e o mal, a escuridão e a luz, o feio e o bonito, tudo existe uma contrapartida. Dentro de nós, sempre existem duas pessoas, a boa e a má. Qual delas você escolheu ser? Qual delas é realmente você? Todos nós temos a resposta para essa pergunta se formos sinceros com nós mesmos. E dessa forma, conhecendo a si mesmo, saberá como agir. Não culpe ninguém pelo que a vida tem lhe apresentado. Não julgue, não condene, não faça o mal seja a quem for, pois também não queremos ser julgados, condenados e menos ainda maltratados. Todos nós temos algo para ensinar, e muito mais, algo para aprender. Nossos pais, irmãos, amigos, todos que estão a nossa volta nos ensinam uma lição e também ensinamos a eles algo que devem aprender, e sei que é difícil aceitarmos essas pessoas em nossas vidas. Não digo você tenha que seguir os passos delas, mas digo que você também não tem o direito de julgar. Já pensou o quanto elas já sofreram por serem assim? O que você aprendeu com os erros delas?



Você gostaria que elas fossem diferentes, mas jamais poderá mudar as pessoas, pois cabe a cada um o livre arbítrio de fazer as suas próprias escolhas, sejam elas quais forem. Cada um é responsável somente pela sua vida e pelas suas escolhas. Nem os pais, nem os filhos e nem ninguém deverá ou poderá mudar isso.

Quando nos tornamos adultos e as coisas não são como sonhamos, colocamos a culpa primeiramente no mais próximo, porque nunca dizemos que foram as nossas escolhas erradas que resultaram em algo que não gostamos. Apenas queremos culpar alguém. Mas isso é parte da nossa mentalidade infantil, pois queremos sempre ser protegidos e amparados, queremos sempre que alguém diga que não foi nossa culpa. Mas quem decidiu escolher o caminho A ou B fomos nós, pois afinal, quando adultos sabemos muito bem o que queremos e que determinadas escolhas podem levar a resultados catastróficos. Mas mesmo assim contrariamos a razão, o nosso coração e como crianças mimadas, fazemos exatamente o oposto.

Portanto, meu amigo, seu passado e as pessoas a sua volta jamais poderão ser alteradas, mas você poderá fazer uma nova história. Concentre-se no presente, não crie expectativas de como será o seu futuro, apenas batalhe no presente, foque em algo bom nesse momento, plantando dessa forma uma boa semente que logo começará a brotar os primeiros ramos de um futuro bom. Tenha autoconfiança. Ame a si mesmo, e não aposte sua felicidade nas pessoas. A felicidade começa dentro de nós. Quando estamos bem, podemos ver as coisas e as pessoas de forma muito mais positiva, pois quando estamos mal, tudo vai mal, tudo está ruim, o clima, a vida, o trabalho, mas o segredo de se viver bem é saber tirar proveito do que temos no momento. Temos que ser exemplos, e não vítimas de nossas escolhas. Não deu certo, tente novamente. E se o erro persistir, então mude o modo de agir. Ninguém precisa repetir os padrões. Podemos mudar a qualquer momento, mas essa mudança precisa ser sempre para melhor. Tente fazer diferente. Aprenda com as lições que teve ao longo de sua vida e não viva do passado, mas sim do presente. Só o momento do agora é que nos interessa. Não se preocupe com o futuro, apenas se concentre no que precisa ser feito agora, sem deixar para depois. Aqui está o primeiro passo que você deverá tomar em sua vida. A primeira escolha é o perdão. Perdoe a si mesmo pelos seus próprios erros e perdoe a todos que de alguma forma te machucaram, pois somente assim você ficará em paz. Somente dessa forma você irá se libertar e curar as suas feridas.


Paz e Luz

 

___

Escrito por Shirlei Tatsukawa


Expressar gratidão pode trazer mudanças positivas para si e para outros

Artigo Anterior

Isto é o que acontece quando você coloca cebolas em suas meias enquanto dorme!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.